2023 deve ser o ano mais quente em 125 mil anos, diz observatório europeu

Informação foi divulgada por pesquisadores do Serviço de Mudanças Climáticas Copernicus da União Europeia. O calor é resultado do aumento dos gases do efeito estufa e do El Niño.

Compartilhe:

Cientistas do observatório europeu Copernicus anunciaram que 2023 está caminhando para se tornar o ano mais quente em 125 mil anos, com dados que apontam outubro como o mês mais quente registrado globalmente. No entanto, essa análise se baseia em métodos da paleoclimatologia, estimando épocas passadas com simulações do comportamento da atmosfera.

>> Siga o canal do "Sou Mais Notícias" no WhatsApp e receba as notícias no celular.

Outubro de 2023 teve uma temperatura média do ar à superfície de 15,30°C, 0,85°C acima da média de outubro de 1991 a 2020 e 0,40°C acima do recorde anterior de outubro em 2019. Isso representa um aumento de 0,4 graus Celsius, considerado significativo.

Essa anomalia de temperatura extrema é atribuída a contínuas emissões de gases de efeito estufa e o fenômeno El Niño, que aquece as águas superficiais no leste do Oceano Pacífico.

Luciana Gatti, pesquisadora especializada em emissões de carbono do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), destaca que as emissões de gases continuam a aumentar, apesar do conhecimento da crise climática. Ela alerta que a humanidade está caminhando conscientemente em direção a um colapso global.

Giovani Dolif, meteorologista do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), enfatiza a necessidade de controlar as emissões de gases para combater a combinação de um oceano mais quente com o aumento das temperaturas na atmosfera.

2023 já registrou recordes globais de calor, incluindo a ultrapassagem do limiar de aquecimento de 1,5°C e meses anteriores, como julho, que pode ter sido o mais quente em 120 mil anos, e setembro, que quebrou recordes em 0,5°C. Os cientistas do Copernicus acreditam que as altas temperaturas continuarão até novembro e que 2023 se consolidará como um dos anos mais quentes da história.

Temperatura média global em outubro por ano
Fonte: C3S/ECMWF

>> Participe da comunidade do #SouMaisNoticias no WhatsApp.