Três PMs são presos suspeitos de matar músico que estava desaparecido

Crime aconteceu em Guaraí, na região centro-norte do Tocantins, em abril deste ano. Os PMs também são suspeitos de abandonarem o corpo de Joan dos Reis às margens da BR-235.

Compartilhe:

Nesta sexta-feira (1º), três policiais militares foram presos suspeitos de envolvimento no assassinato do músico Joan Braga dos Reis, de 33 anos. O crime aconteceu em Guaraí, na região centro-norte do estado, em abril deste ano. A Polícia Civil também investiga a suspeita de que os PMs tenham abandonado o corpo de Joan às margens da BR-235.

Os nomes dos policiais detidos não foram divulgados. A Polícia Militar informou que eles estão à disposição da Justiça e que também está conduzindo uma apuração interna sobre a conduta dos policiais militares

De acordo com as investigações da Polícia Civil, Joan, que não tinha antecedentes criminais, saiu de Luzimangues, distrito de Porto Nacional, para visitar a família em Centenário. Durante sua passagem por Guaraí, ele teve um surto psicótico decorrente de sequelas de um acidente anterior.

O músico foi visto perambulando pela cidade, entrando em carros abertos, causando danos em um deles enquanto tentava ligá-lo. Ele foi abordado por um PM aposentado, que acionou os policiais do 7º Batalhão da Polícia Militar da cidade. Após essa abordagem, Joan desapareceu.

O corpo do músico foi encontrado cinco dias depois, em avançado estado de decomposição, às margens da BR-153, entre as cidades de Guaraí e Tabocão. Segundo a polícia, as investigações “definiram a materialidade, autoria e circunstâncias dos delitos, apontando a ação dos militares na morte de Joan, bem como a ocultação do cadáver e ações destinadas a afastar suas responsabilidades sobre os crimes”.

Os policiais estão detidos preventivamente no Comando da Polícia Militar de Guaraí e serão acusados de homicídio doloso qualificado, ocultação de cadáver e fraude processual.

O que diz a Polícia Militar

“A Polícia Militar do Tocantins esclarece que acompanhou e prestou apoio às investigações que culminaram no indiciamento e prisão de três policiais militares na manhã desta sexta-feira, pelo homicídio de Joan Braga dos Reis. Os policiais encontram-se à disposição da justiça, em uma unidade da Polícia Militar.

Os policiais indiciados, ao tomarem conhecimento do Mandado de Prisão, por meio de seus advogados, prontamente apresentaram-se ao Comando da Unidade onde encontram-se lotados, a qual também apura procedimento sobre a conduta dos policiais envolvidos.

A Polícia Militar reafirma à sociedade seu compromisso com a legalidade e imparcialidade no exercício de sua nobre função pública.”

>> Participe da comunidade do #SouMaisNoticias no WhatsApp.