Tocantins tem mais de 1,6 mil notificações de dengue em 85 cidades

Segundo dados da Secretaria da Saúde do Estado, já foram confirmados 55 casos da doença e uma morte em Brejinho de Nazaré está sob investigação.

Compartilhe:

Com o aumento das chuvas, cresce a preocupação com a proliferação do mosquito Aedes aegypti, responsável pela dengue e outras arboviroses. Até o momento, foram notificados 1.625 casos da doença em 85 municípios do Tocantins.

>> Siga o canal do "Sou Mais Notícias" no WhatsApp e receba as notícias no celular.

Esses dados foram divulgados na quarta-feira (7) pelo monitoramento da Secretaria de Estado da Saúde (SES), abrangendo as primeiras cinco semanas epidemiológicas de 2024. Entre as notificações, seis apresentaram sintomas graves, resultando em sinais de alarme. Um total de 55 indivíduos recebeu o diagnóstico confirmado para dengue em 14 localidades.

O monitoramento também aponta um caso suspeito de morte relacionada à dengue sob investigação no município de Brejinho de Nazaré.

Os números estão em declínio em comparação com o mesmo período de 2023. Houve uma redução de 51,2% nas notificações em relação ao ano anterior, que totalizou 3.331 casos. Quanto às confirmações, a diminuição foi ainda mais acentuada, com apenas 457 diagnósticos nas primeiras cinco semanas epidemiológicas, representando uma queda de 88%.

Chikungunya

A chikungunya, outra doença transmitida pelo mosquito Aedes aegypti, registrou 212 notificações e apenas três casos confirmados até o momento em 2024. No mesmo período de 2023, foram 2.110 notificações, com 958 casos confirmados.

Segundo o monitor da SES, até agora, apenas Araguaína e Colinas do Tocantins confirmaram casos da doença. Não há óbitos em investigação relacionados à chikungunya.

>> Participe da comunidade do #SouMaisNoticias no WhatsApp

Zika

Até o momento, 12 municípios notificaram 110 casos de zika no estado. Houve uma queda de 82% nas notificações em comparação com as primeiras cinco semanas de 2023, que totalizaram 605 casos.

Quanto às confirmações, apenas duas foram registradas este ano, em Araguaína e Gurupi. Na última cidade mencionada, a paciente confirmada é uma gestante. Em 2023, foram confirmados 23 casos no mesmo período.

Confira o monitoramento das arboviroses aqui.

Aqui estão algumas medidas preventivas que podem ser tomadas dentro de casa para evitar a proliferação do mosquito transmissor dessas doenças:

  • Tampar reservatórios de água.
  • Evitar o acúmulo de pneus e garrafas no quintal.
  • Remover detritos e folhas das calhas.
  • Evitar o descarte de lixo em terrenos baldios.
  • Manter ralos e calhas limpos, evitando entupimentos.