Suspeitos de tentativa de latrocínio contra policial aposentado são presos no sudeste do Tocantins

Vítima foi socorrida e encaminhada para hospital em Palmas. Ele teve traumatismo craniano e terá que passar cirurgia para reconstruir o crânio.

Compartilhe:

Dois homens, identificados apenas pelas iniciais W.R.S. e L.P.J., foram presos na quinta-feira (28), em Arraias, no sudeste do estado. Segundo a Polícia Civil, eles são suspeito de envolvimento na uma tentativa de latrocínio. O crime ocorrer na segunda-feira (26), e teve como alvo um policial civil aposentado.

>> Siga o canal do "Sou Mais Notícias" no WhatsApp e receba as notícias no celular.

Os suspeitos foram presos por policiais militares do 10º Batalhão de Arraias e da Companhia Independente de Palmeirópolis, após investigações conduzidas pelos plantonistas da 15ª Central de Atendimento da Polícia Civil, com apoio da 105ª Delegacia, ambas localizadas em Arraias.

Segundo a polícia, as buscas tiveram início logo após a notificação do crime. Na ocasião, os investigadores receberam informações sobre uma pessoa encontrada gravemente ferida e teve seu veículo roubado na TO-050.

“Verificamos que essa vítima era um policial civil aposentado que havia sido alvo de uma tentativa de latrocínio. Os criminosos roubaram seu veículo, telefone celular e arma”, relatou a delegada Melícia Resende. Durante as investigações, dois suspeitos foram identificados inicialmente.

“A vítima foi resgatada e levada a um hospital em Palmas, onde permanece internada. Devido a um traumatismo craniano, ela passou por uma cirurgia e necessitará de outro procedimento para reconstrução craniana”, acrescentou a delegada.

Perseguição e Prisão

Na madrugada de quarta-feira, os suspeitos foram avistados por policiais militares na entrada da cidade de Paranã. Após uma ordem de parada ignorada, ocorreu uma perseguição, mas os criminosos conseguiram escapar.

Mais tarde, naquela manhã, o veículo foi encontrado capotado na BR-010, perto do povoado Construção, sem seus ocupantes. Durante buscas no povoado, os policiais foram informados de que os suspeitos haviam conseguido uma carona para Paranã.

Em seguida, a equipe localizou os dois suspeitos que estavam acompanhados por uma adolescente. Os dois homens foram presos enquanto a adolescente foi apreendida.

Todos foram conduzidos à 15ª Central de Atendimento da Polícia Civil, em Arraias, onde foram autuados em flagrante pelos crimes de tentativa de latrocínio, porte ilegal de arma de fogo, furto, direção sem habilitação e corrupção de menor.

Após exames de corpo de delito, foi constatado que os dois homens sofreram apenas ferimentos leves, sendo então encaminhados à Unidade Penal Regional de Arraias. A adolescente, que não se feriu no capotamento, também foi autuada e será submetida a medidas socioeducativas.

Motivação

Segundo a Polícia Civil, os suspeitos confessaram que o objetivo era obter dinheiro para pagar uma dívida com traficantes.

“Segundo L.P.J., a adolescente foi utilizada por eles para atrair a vítima ao local, com o claro propósito de roubar o veículo e dinheiro. De acordo com o relato dos suspeitos, o dinheiro seria destinado a quitar uma dívida de W.R.S. com um traficante local”, informou a delegada.

Os suspeitos também afirmaram que empurraram a vítima da ponte e a atingiram com uma pedra na cabeça, antes de fugirem em direção a Paranã na tentativa de vender o veículo.

Eles também revelaram que deixaram a arma da vítima, um rifle calibre 22, na casa da avó de um deles. A arma foi localizada e apreendida na quinta-feira, 28, pelos policiais civis da 15ª Central de Atendimento. As investigações continuarão a cargo da 105ª Delegacia de Arraias.

Vítima foi socorrida e encaminhada para hospital em Palmas. Ele teve traumatismo craniano e terá que passar cirurgia para reconstruir o crânio.

>> Participe da comunidade do #SouMaisNoticias no WhatsApp