Suspeito de matar proprietário rural durante briga por cabeças de gado tenta fugir, mas acaba preso

Crime aconteceu em Formoso do Araguaia, no sudoeste do estado. Suspeito chegou a esconder o corpo da vítima em uma região de mata, na zona rural da cidade.

Compartilhe:

Um jovem de 19 anos foi detido deito pela polícia sob suspeita de assassinar e ocultar o corpo de um proprietário rural, identificado como Lindevaldo Costa Sousa, de 37 anos. O crime aconteceu em Formoso do Araguaia, na região sudoeste do estado. Segundo a Polícia Civil, o homicídio teria ocorrido devido a uma discussão sobre a separação de cabeças de gado, após alguns animais terem escapado da propriedade da vítima e terem ido para a fazenda onde o suspeito trabalhava.

>> Siga o canal do "Sou Mais Notícias" no WhatsApp e receba as notícias no celular.

Ainda de acordo com a polícia, após a briga, o suspeito teria agredido a vítima, resultando em sua morte no local. Posteriormente, ele teria arrastado o corpo do pasto, onde o crime aconteceu, até uma área de mata e o coberto com galhos e folhas.

O Crime aconteceu na zona rural da cidade no último sábado (2). Após as investigações, os policiais civis identificaram e detiveram o suspeito nesta segunda-feira (4). Ele foi encontrado em uma estrada vicinal, nos limites da cidade de Formoso.

A polícia informou que o jovem estava acompanhado do pai e carregava mochilas contendo roupas e outros pertences pessoais, indicando que planejava fugir para o estado do Maranhão. Durante a abordagem, o suspeito confessou o crime e informou que o corpo de Lindevaldo estava em uma área de mata próxima à fazenda onde trabalhava como vaqueiro.

Os policiais foram ao local e encontraram o corpo, que estava sob galhos, em avançado estado de decomposição. A perícia foi acionada para realizar os procedimentos necessários, e o cadáver foi levado para o Instituto Médico Legal (IML) em Gurupi.

O jovem, que não teve o nome divulgado, foi preso em flagrante por ocultação de cadáver e encaminhado à Unidade Penal Regional de Gurupi, onde ficará à disposição do Poder Judiciário.

>> Participe da comunidade do #SouMaisNoticias no WhatsApp.