Suspeito de matar homem a tiros durante festa em Luzimangues é preso enquanto curtia praia

Ele foi preso no dormindo e ainda apresentou documentos falsos. Imagens do circuito interno de segurança registraram o momento que o agressor atirou na vítima, em outubro de 2022.

Compartilhe:

A Polícia Militar efetuou a prisão do principal suspeito do assassinato de um homem durante uma festa ocorrida em Luzimangues, distrito de Porto Nacional. Ele foi encontrado na praia do distrito, no domingo (2), e ainda tentou enganar os policiais apresentando documentos falsos.

>> Siga o canal do "Sou Mais Notícias" no WhatsApp e receba as notícias no celular.

De acordo com a Polícia Civil, o homicídio aconteceu em 15 de outubro de 2022. As câmeras de segurança registraram o momento em que o agressor, um indivíduo de 32 anos, entrou na festa usando um capacete. Assista o vídeo:

Vídeo mostra o momento em que o atirador entra usando capacete

As imagens mostram que, por volta das 3h30, o atirador circulou pelo local até encontrar a vítima, identificada como Alex Moreira Teles, a quem disparou com uma arma de fogo antes de fugir.

No vídeo também é possível uma mulher de blusa vermelha que parece ajudar o atirador na fuga.

Um inquérito foi aberto para investigar o homicídio e, vinte dias após o crime, a polícia identificou e solicitou a prisão do suposto autor. No entanto, na época ele não foi encontrado e passou a ser considerado foragido.

Durante as investigações, descobriu-se que ele também é suspeito de uma tentativa de homicídio, foi autuado por porte ilegal de arma de fogo e já foi preso anteriormente, além de estar envolvido em outros crimes no distrito.

Na noite de domingo, o suspeito foi abordado por policiais militares e encaminhado para a 1ª Central de Atendimento da Polícia Civil em Palmas. No momento da prisão, ele apresentou documentos falsos, resultando em sua prisão em flagrante por mais esse crime.

Após passar pela delegacia, ele foi levado à Unidade Prisional de Palmas, onde permanece sob custódia aguardando a disposição do Poder Judiciário.