Suspeito de matar ex-namorada de 17 anos em Anápolis é preso no Tocantins enquanto fugia para casa da mãe

Prisão ocorreu em um ônibus que passava por Palmeiras do Tocantins, na região do Bico do Papagaio.

Compartilhe

O jovem acusado de ser autor do feminicídio contra a ex-namorada, Erica de Sousa, de 17 anos, em Anápolis (GO) foi preso nesta sexta-feira (26) no Tocantins. .Manoel Oliveira foi capturado em uma ação conjunta da Polícia Rodoviária Federal e da Polícia Militar tocantinense.

Erica foi esfaqueada na noite da última quarta-feira (24) em Anápolis. Ela chegou ser socorrida, mas não resistiu aos ferimentos. O suspeito foi preso em um ônibus enquanto ele fugia para a cidade onde nasceu no estado do Pará.

O investigado, segundo a polícia e relatos de familiares, não aceitava o término do relacionamento com a vítima.

O suspeito fugiu da cidade, mas as polícias Civil e Militar de Goiás identificaram que ele havia entrado um ônibus em direção ao Tocantins e informou às forças de segurança do estado.

O suspeito fugia em um ônibus rumo a Garrafão do Norte (PA), cidade onde nasceu, mas foi localizado e preso na altura de Palmeiras do Tocantins, na região do Bico do Papagaio. (TO).

Após ser preso o suspeito foi levado para a Central de Flagrantes da Polícia Civil em Tocantinópolis, onde foi autuado ainda em flagrante e permanecerá preso à disposição da Justiça de Goiás.

Foto: Divulgação
Feminicídio

Erica de Sousa foi alvo de golpes de faca dentro do quarto da residência que ela morava na noite de quarta-feira (24), no Setor Industrial Munir Calixto, em Anápolis. Ela chegou a ser socorrida, mas, faleceu durante a madrugada de quinta-feira (25) no Hospital Estadual Dr. Henrique Santillo (HEANA).

Desde o ocorrido, Manoel era apontado como autor do feminicídio, inclusive uma testemunha afirmou à Polícia Civil que viu o suspeito fugindo do local após a vítima gritar por socorro.