Suspeito de bater na cabeça de mulher com capacete para roubar bolsa é preso em Araguaina

Mulher de 49 anos teve perda de massa encefálica e morreu após ficar uma semana em coma.

Compartilhe:

A Polícia Civil prendeu, na noite desta terça-feira (10), o suspeito de espancar uma mulher de 49 anos com um capacete, resultando em fraturas cranianas e perda de massa encefálica. A vítima ficou internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Regional de Araguaína, no norte do Tocantins, após o brutal ataque e morreu após ficar uma semana em coma.

O crime aconteceu em 5 de outubro quando a mulher estava indo para o trabalho em um restaurante no setor Rodoviário. O suspeito, de 32 anos, foi preso durante a operação Siena, em cumprimento de um mandado de prisão preventiva emitido pela Justiça.

Na época do crime, testemunhas relataram à Polícia Militar que o agressor chegou fazendo ameaças e exigindo a bolsa da vítima, que não cedeu imediatamente. Em seguida, o criminoso usou um capacete para agredi-la com golpes na cabeça.

O crime foi registrado como latrocínio, pois o assaltante fugiu com os pertences da vítima e foi flagrado por câmeras de segurança correndo em uma rua próxima.

De acordo com o delegado Felipe Crivelaro, “as agressões contra a vítima foram feitas com ‘capacetadas’ na cabeça, sendo tão graves que, segundo informações preliminares, a vítima teve sérias fraturas cranianas, chegando a perder massa encefálica.” Durante sua fuga, o suspeito recebeu ajuda de outra pessoa em um carro, mas investigações posteriores revelaram que o motorista não tinha conhecimento do crime e foi enganado pelo agressor.

Foto: Reprodução

O local da captura do suspeito não foi divulgado pela polícia. Ele foi encaminhado para a unidade penal de Araguaína e passará por audiência de custódia.

>> Participe da comunidade do #SouMaisNoticias no WhatsApp.