Seis festas são interrompidas por força-tarefa em uma só noite em Gurupi

Durante a ação, estabelecimentos foram multados por desacordo com os decretos vigentes. Durante o mês de abril, mais de 130 festas foram suspensas na cidade.

Compartilhe

Seis festas clandestinas foram interrompidas por força-tarefa na noite desta sexta-feira (30), em Gurupi, no sul do Tocantins. Os flagrantes foram registrados durante atuação do grupo, que ocorre todas as sextas-feiras e sábados na cidade. As aglomerações foram constatadas em residências no centro da cidade e em outros bairros afastados.

A força-tarefa também aplicou multas em dois estabelecimentos por desacordo com os decretos vigentes, publicados para conter o avanço da pandemia. Ao todo, foram feitas 18 inspeções e duas notificações sanitárias.

O coordenador da fiscalização, sargento Jenilson Cirque, disse que durante todo o mês de abril, foram 138 festas clandestinas suspensas. “O que nos chamou muito a atenção foram as aglomerações em festas clandestinas realizadas em residências, chácaras e outros locais de lazer. Isso nos deixa muito preocupado”, comentou.

A força-tarefa conta com fiscais e agentes de diversos órgãos do município e das forças de segurança. Segundo o sargento, a fiscalização vem sendo ampliada com a integração de mais fiscais e recursos tecnológicos como drones e câmeras de segurança na área urbana.

Além das festas encerradas, o município também fez 1,8 mil orientações técnicas para estabelecimentos da cidade.

Aglomerações e ações que descumpram o decreto municipal de prevenção ao coronavírus podem ser denunciadas nos telefones 3315-0057 e 99206-5245.

Foto: TV Anhanguera
Pandemia em Gurupi

Gurupi atualmente é a terceira cidade mais afetada pela pandemia. São 9.721 casos e 161 mortes desde o início da pandemia. Nos últimos sete dias foram registrados mais de 220 novos casos da doença no município.

Além disso, o Hospital Regional de Gurupi, que é referência para a cidade e outros municípios da região, mantém altos índices de ocupação, com 75% na UTI Covid na tarde deste sábado (1º).