Procurado por homicídio, homem é preso por manter animais silvestres em cativeiro

Flagrante aconteceu em uma fazenda próxima a Natividade, no sudeste do estado. Além da prisão, o suspeito foi autuado com uma multa de R$ 4 mil pelo crime ambiental.

Compartilhe:

Na região sudeste do estado, próximo ao município de Natividade, no deteste do Tocantins, um homem de 41 anos foi preso em flagrante por manter aves silvestres em cativeiro em uma fazenda. Além disso, havia contra ele um mandado de prisão em aberto por um homicídio ocorrido em Araguacema no ano de 2012.

A ação ocorreu nesta terça-feira (15), quando as autoridades policiais se dirigiram à propriedade e efetuaram a abordagem. No local, foram encontrados oito pássaros da espécie curió, classificados como silvestres. O Batalhão de Polícia Militar Ambiental (BPMA) foi acionado para registrar o flagrante pelo delito ambiental e, após uma avaliação preliminar, os animais foram soltos na natureza.

O suspeito foi conduzido à Delegacia da Polícia Civil de Natividade para as devidas providências legais. Ele enfrentará acusações pelo homicídio relacionado ao mandado de prisão, bem como pelo crime ambiental. Além disso, será autuado com uma multa de R$ 4 mil por manter aves silvestres em cativeiro sem a devida autorização dos órgãos ambientais competentes.

Foto: Divulgação/PM-TO

Conforme informações da Polícia Militar Ambiental, a manutenção de animais silvestres em cativeiro constitui um crime ambiental sujeito a uma pena de seis meses a um ano de prisão, além de possíveis multas que podem chegar a até R$ 5 mil.

>> Participe da comunidade do #SouMaisNoticias no WhatsApp.