Polícia identifica jovens encontrados mortos, amordaçados e amarrados dentro de casa

Crime aconteceu em Gurupi, no sul do Tocantins. Vítimas tinham 19 e 16 anos e haviam fugido do Centro de Internação Provisória da cidade.

Compartilhe:

Os jovens encontrados mortos dentro de uma casa em Gurupi foram identificados como Eduardo Correia Lima, 19 anos, e Marcelo Santos Silva, 16 anos. A ocorrência foi registrada no setor Nova Fronteira, na tarde desta quinta-feira (15).

>> Siga o canal do "Sou Mais Notícias" no WhatsApp e receba as notícias no celular.

Na ocasião, a Polícia Militar relatou as duas vítimas estavam amarrados, com as bocas tapadas, e apresentavam ferimentos no peito e degola no pescoço.

Ainda de acordo com a PM, os dois haviam escapado, durante a semana, do Centro de Internação Provisória da cidade.

A Polícia Militar disse ainda que chegou ao local onde os corpos foram encontrados quando uma equipe patrulhava pelo setor Bela Vista e recebeu informações sobre indivíduos de uma organização criminosa que haviam saído apressadamente de uma residência. A suspeita era de que alguém estivesse ferido ou morto no interior da casa, que era frequentada por usuários de substâncias ilícitas.

Foto: Divulgação

Os policiais se dirigiram até o local, chamaram pelos ocupantes, mas não receberam resposta. Ao entrarem na residência, observaram que a porta estava aberta e no quarto dos fundos, estavam os dois corpos.

Conforme a PM, os jovens estavam ensanguentados e sem sinais vitais, sugerindo que foram mortos horas antes. As autoridades estão realizando buscas na tentativa de identificar os suspeitos do duplo homicídio.

Os corpos permanecem no Instituto Médico Legal de Gurupi, aguardando liberação para a família

A Secretaria de Cidadania e Justiça (Seciju) disse que três adolescentes fugiram do Centro de Internação Provisória de Gurupi na última quarta-feira (13). A pasta afirmou que mobilizou recursos para capturar os fugitivos. Na sexta-feira (15), um dos adolescentes envolvidos na fuga se entregou e está sob a custódia do Sistema Socioeducativo. No entanto, os outros dois fugitivos foram encontrados mortos.

A Seciju informou ainda que tomou medidas imediatas para investigar as circunstâncias das mortes em cooperação com a Polícia Civil. Além disso, foi iniciada uma investigação interna para garantir a transparência e a responsabilidade na abordagem desse incidente.

>> Participe da comunidade do #SouMaisNoticias no WhatsApp.