Polícia fecha fábrica de adulteração de cervejas e prende 31 pessoas em SP; Vídeo

Vários engradados de cervejas falsificadas foram apreendidos, além de milhares de rótulos e tampas usadas nas falsificações. Fábrica clandestina funcionava 24 horas por dia.

Compartilhe:

A Polícia Civil de São Paulo fechou uma fábrica clandestina de adulteração de cervejas localizada na Zona Sul da cidade, mais precisamente no Jardim Ângela. A ocorrência foi registrada na noite de quinta-feira (18), No local, os policiais do 2° Distrito Policial do Centro flagraram 31 pessoas envolvidas na adulteração das bebidas.

>> Siga o canal do "Sou Mais Notícias" no WhatsApp e receba as notícias no celular.

Durante a ação, os investigadores descobriram rótulos e tampas de marcas líderes de mercado sendo utilizados para adulterar cervejas de menor valor (veja vídeo acima). A fábrica clandestina operava 24 horas por dia, conforme informações fornecidas por moradores da região, que relataram um intenso fluxo de caminhões no local.

Vídeo:

A polícia apreendeu cerca de 680 engradados de cervejas já falsificadas, além de milhares de rótulos e tampas empregados nas adulterações.

Conforme o registro da ocorrência, o processo de fabricação ocorria em oito mesas de trabalho, onde os rótulos eram colados nas garrafas com cola, utilizando um rolo de tinta. As tampas eram retiradas e substituídas por outras de marcas escolhidas. Nenhum dos presentes no local se apresentou como responsável ou forneceu informações relevantes.

Os 31 detidos em flagrante passaram a noite na carceragem do 8º Distrito Policial do Belenzinho e devem comparecer à audiência de custódia na Justiça de SP às 14h desta sexta-feira (19). O grupo foi autuado por associação criminosa e falsificação de gênero alimentício.

A polícia informou que os agentes foram surpreendidos enquanto falsificavam produtos alimentícios destinados ao consumo, tornando-os nocivos à saúde e reduzindo seu valor nutritivo. Para os investigadores, o manuseio inadequado ocorria em condições insalubres e sem qualquer condição de higiene, evidenciando o objetivo claro de falsificar garrafas de cerveja para auferir lucro indevido.

>> Participe da comunidade do #SouMaisNoticias no WhatsApp.