PM é filmado atirando com fuzil contra carro onde estavam suspeitos de crimes em Goiânia; Vídeo

Dois homens foram mortos. Vídeo mostra que policial tirou uma arma de dentro de uma sacola e efetuou disparos. Policiais envolvidos na ocorrência foram afastados.

Compartilhe:

Um vídeo registrou um policial militar atirando contra um veículo e retirando uma arma de uma sacola durante uma ação policial em Goiânia. Segundo registrado no Boletim de Ocorrência (BO), dois homens suspeitos de extorsão, tentativa de sequestro e roubo foram mortos durante o suposto confronto. No entanto, no vídeo, os homens não são vistos portando armas.

>> Siga o canal do "Sou Mais Notícias" no WhatsApp e receba as notícias no celular.

A ocorrência foi nesta segunda-feira (1º) no Setor Jaó. Questionada sobre o vídeo e a possível manipulação do local do crime por parte do policial, A Polícia Militar afirmou em nota que iniciou uma investigação para esclarecer as circunstâncias do ocorrido e afastou os policiais militares envolvidos na ocorrência.

Assista o vídeo:

Em comunicado, a Polícia Civil informou que os homicídios estão sob investigação pela Delegacia Estadual de Investigações de Homicídios (DIH) e que as circunstâncias serão apuradas no inquérito policial.

O vídeo, gravado pela tela de um celular, mostra um carro com dois homens, um dentro e outro fora, sendo abordados. Após o celular cair, um policial aparece, ordena ao motorista que coloque as mãos na cabeça e dispara contra o carro. Em seguida, ele retorna com uma sacola, enquanto outro policial atira no chão. O primeiro policial retira uma arma da sacola e a coloca dentro do carro. A filmagem termina quando o agente percebe o celular no chão e o pega.

O vídeo foi divulgado nas redes sociais pela família de uma das vítimas, o motorista vestido de vermelho. Segundo o advogado da família, as imagens indicam que os policiais iniciaram os disparos, mataram as vítimas de forma “covarde” e plantaram uma arma no carro.

De acordo com o advogado, uma das vítimas é Marienes Pereira Gonçalves, de 36 anos, que foi alvejada duas vezes no pescoço e, após ser retirada do carro, ainda foi baleada duas vezes no abdômen com um fuzil. O advogado não tem informações sobre o outro homem morto na ação.

Marienes Pereira Gonçalves.
Marienes Pereira Gonçalves

Os policiais do Comando de Operações de Divisas (COD) afirmam que receberam informações sobre três homens que teriam se passado por policiais, invadido uma fazenda para tentar sequestrar um rapaz e cobrar uma dívida. Sem sucesso, o trio teria extorquido e ameaçado os moradores.

Segundo o relato da ocorrência, os três também invadiram a casa do devedor e, ao não encontrá-lo, roubaram diversos eletrodomésticos. Com detalhes sobre o carro utilizado pelo trio, os policiais iniciaram uma busca e localizaram dois dos suspeitos.

Os policiais alegam que, ao tentar abordar o veículo, foram recebidos com vários disparos de arma de fogo, o que os levou a revidar. Afirmam ainda que os dois suspeitos foram atingidos durante o tiroteio, com um morrendo no local e o outro falecendo no hospital.

No relato, os policiais mencionam que os dois suspeitos possuíam um extenso histórico criminal, incluindo crimes como extorsão, estelionato, tráfico de drogas, ameaça, lesão corporal, porte ilegal de arma de fogo de uso restrito, receptação e cárcere privado.

>> Participe da comunidade do #SouMaisNoticias no WhatsApp