PF faz operação contra a alta cúpula da PM do DF por omissão nos atos de 8 de janeiro

Ação ocorreu após formalização da denúncia pela Procuradoria-Geral da República. Entre os alvos está o atual comandante-geral da PM-DF, coronel Klepter Rosa Gonçalves.

Compartilhe:

>> Siga o canal do "Sou Mais Notícias" no WhatsApp e receba as notícias no celular.

Na manhã desta sexta-feira (18), a Polícia Federal iniciou uma operação que tem como alvo a à cúpula mais alta da Polícia Militar do Distrito Federal (PM-DF). A lista de alvos inclui o coronel Klepter Rosa Gonçalves, atual comandante-geral da corporação, o ex-comandante coronel Fábio Augusto Vieira e outros cinco oficiais do escalão superior da corporação.

Agentes da PF foram mobilizados para a execução de 7 mandados de prisão preventiva e 5 de busca e apreensão. Os indivíduos em questão são suspeitos de terem negligenciado suas responsabilidades durante os atos ocorridos em 8 de janeiro, quando manifestantes invadiram e vandalizaram as sedes dos Três Poderes da República.

Coronel Klepter Rosa Gonçalves

Outros indivíduos sob investigação são o coronel Jorge Eduardo Naime, o coronel Paulo José Ferreira, o coronel Marcelo Casimiro, o major Flávio Silvestre de Alencar e o tenente Rafael Pereira Martins. Todos eles ocupavam posições de liderança e estiveram envolvidos no planejamento das operações durante o final de semana de 8 de janeiro.

Na quinta-feira (17), a Procuradoria-Geral da República formalizou acusações e solicitou a prisão preventiva dos sete oficiais. A solicitação foi encaminhada pelo subprocurador-geral da República Carlos Frederico Santos ao ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes, que acatou os pedidos.

>> Participe da comunidade do #SouMaisNoticias no WhatsApp.