Operação nacional de combate a pedofilia cumpre mandados no Tocantins

Compartilhe:

Uma operação deflagrada em parceria com as Polícias Civis do Distrito Federal e de 24 estados , cumpre mais de 500 mandados de busca e apreensão de arquivos conteúdos relacionados a crime de exploração sexual contra crianças e adolescentes. A Operação Luz na Infância 2 conta com cerca de 2,6 mil policiais civis. A Ação é uma das maiores de combate à pornografia infantil em todo o país.

>> Siga o canal do "Sou Mais Notícias" no WhatsApp e receba as notícias no celular.

Os suspeitos já estão sendo presos em flagrante. Os alvos foram identificados por meio de material obtido em ambientes virtuais. De acordo com os investigadores, esse material representa “indícios suficientes de autoria e materialidade delitiva”.

No Tocantins, foi cumprido na manhã dessa quinta-feira (17), um mandado de busca e apreensão em Palmas. Um homem de 25 anos, que não teve identidade divulgada, foi preso na 206 Sul.

A polícia informou que os suspeito confessou o crime. Na casa dele foram apreendidos dois computadores com material de pornografia infantil baixado e armazenado. A polícia também recolheu outros eletrônicos, como aparelhos de celular. A família dos jovem preso também foi levada para delegacia para prestar depoimento.

Até o momento, cerca de 100 pessoas foram presas em todo o país suspeitas de envolvimento com crime de pornografia infantil. As equipes procuram arquivos com conteúdos relacionados a crimes de exploração sexual contra crianças e adolescentes.

Os alvos foram identificados pela Diretoria de Inteligência da Secretaria Nacional de Segurança Pública, com base em informações coletadas em ambientes virtuais, que apresentavam indícios de autoria.

No ano passado, a etapa da operação prendeu 112 pessoas. O foco da operação foi o compartilhamento de fotos pela internet.Entre o material apreendido havia vídeos de bebês sendo molestados e uma cartilha com orientações de como segurar crianças.

Foto: ABr

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *