Mulher sofre várias fraturas no pé após ser atingida por porta que se soltou de ônibus em Palmas

Devido a gravidade dos ferimentos a vítima precisou passar por cirurgia. Procon do Tocantins notificou sindicato para prestar esclarecimentos.

Compartilhe

A porta de um ônibus do transporte coletivo de Palmas se soltou e atingiu uma mulher que entrava no veículo. Ela teve fraturas no pé e precisou passar por uma cirurgia no Hospital Geral de Palmas (HGP). O caso foi foi registrado nesta semana.

O acidente aconteceu em um ponto de ônibus na Avenida Teotônio Segurado, no centro de Palmas. Após passar pelo procedimento cirúrgico, Maria Rodrigues segue internada no HGP. Na unidade ele gravou um vídeo comentando o caso.

Assista o vídeo:

“Esse caso aconteceu comigo, podia acontecer com outra pessoa. Já pensou se cai na cabeça de uma criança ou se eu tivesse chegado mais perto do ponto, poderia nem estar aqui”

Disse a dona de casa Maria Rodrigues.

Após a repercussão do caso, o Procon disse que notificou o Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo de Palmas nesta quarta-feira (10). Segundo o órgão, a empresa tem um prazo de 48 horas para justificar as condições do veículo, além de comprovar a última data de vistoria e manutenção preventiva.

O sindicato também deverá explicar que tipo de auxílio está sendo oferecido à passageira. “É inadmissível que tenhamos um acidente como esse causado por falta de manutenção dos ônibus ou por má prestação do serviço público”, disse o superintendente do Procon Walter Viana.

Quem anda de ônibus na capital reclama da situação em que a frota está. “A situação é bem complicada para quem anda de ônibus. Às vezes está muito lotado e fica nessa situação. O ônibus é ruim, mal conservado e corre risco de acontecer acidente a qualquer hora”, disse a manicure Maria Bandeira Martins.

O que dizem os citados

A Prefeitura de Palmas informou que o veículo pertence à empresa Viação Capital (VIACAP). O ônibus foi tirado de circulação e só retornará após a devida manutenção e vistoria para certificação do reparo e condições de segurança.

“Vale destacar que os veículos da frota do transporte público coletivo passaram, em agosto deste ano, por vistoria específica das plataformas elevatórias de acessibilidade”, diz a nota.

A prefeitura afirmou também que a empresa será notificada e deverá prestar esclarecimento sobre o acidente. Por fim, o município afirmou que fará vistoria de toda frota das três empresas que operam na cidade.

*Com informações do G1