MP faz operação contra suspeitos de fraudar sistema do Detran no Tocantins para apagar débitos de motoristas

Mandados são cumpridos em Palmas e Goiânia. Operação é realizada pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO) do Ministério Público com apoio da Polícia Civil.

Compartilhe

Uma operação, deflagrada na manhã desta terça-feira (23), cumpre mandados de busca e apreensão contra um suposto grupo criminoso que praticava fraudes no sistema do Departamento de Trânsito (Detran do Tocantins). A ação é realizada pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO) do Ministério Público com apoio da Polícia Civil.

Segundo o MP, seis mandados sendo cumpridos em Palmas e Goiânia. Os endereços dos alvos não foram divulgados, mas o Ministério Público informou que entre os investigados estão servidores do Detran e despachantes, suspeitos de inserirem informações falsas no sistema DetranNet.

Os crimes teriam ocorrido entre os anos de 2019 e 2020. As investigações apontam que o grupo adquiria informações de motoristas e identificava débitos pessoais e em veículos.

Depois os suspeitos localizavam os alvos e prometiam apagar as notificações, multas e taxas, cobrando metade do valor que deveria ser pago ao Estado. Desta forma, simulavam pane no sistema e posteriormente realizavam as fraudes.

Durante o cumprimento dos mandados foram apreendidos celulares, notebooks e documentos encontrados com os investigados.