Justiça decreta prisão preventiva para motorista envolvido em acidente que matou mulher em distrito de Palmas

Acidente aconteceu na rodovia TO-030 em Taquaruçu e deixou outras duas pessoas feridas. O motorista tinha sido preso em flagrante e foi autuado por homicídio culposo e lesão corporal culposa.

Compartilhe:

O motorista Alison Maicon Santos Veloso, de 38 anos, que foi preso em flagrante após o acidente que resultou na morte de Rayane Santos e deixou dois feridos, teve sua prisão convertida em preventiva. O acidente ocorreu na rodovia TO-030, no distrito de Taquaruçu, em Palmas. O suspeito enfrenta acusações de homicídio culposo no trânsito e lesão corporal culposa no trânsito.

>> Siga o canal do "Sou Mais Notícias" no WhatsApp e receba as notícias no celular.

A defesa de Alison informou que, por enquanto, não irá fazer declarações sobre o caso, pois a decisão é recente, mas pretende apresentar um posicionamento em momento oportuno.

A prisão preventiva foi ordenada pelo juiz José Ribamar Mendes Júnior. No documento, o magistrado observa que o motorista se recusou a realizar o teste do bafômetro, embora tenha admitido ter ingerido bebidas alcoólicas antes do acidente.

Casal para moto pra ajudar vítima de acidente e mulher morre ao serem atropelados por carro desgovernado
Foto: Divulgação

“Os relatos coletados no auto de prisão em flagrante indicam claramente a materialidade e autoria do crime que resultou em sua prisão. (…) Entendo que se trata de um crime doloso, pois ao consumir bebidas alcoólicas e assumir a direção de um veículo automotor, o condutor passou a aceitar o risco de provocar o resultado”, justificou o juiz.

O acidente

O acidente ocorreu na noite de quarta-feira (1º). Rayane estava na garupa da motocicleta de seu namorado, Daniel Barbosa Martins, de 28 anos. Eles haviam parado para ajudar Jordan Sirqueira Sousa, que havia caído de sua motocicleta na rodovia quando tudo aconteceu.

De acordo com a polícia, o motorista do carro colidiu com as duas motocicletas, que por sua vez atingiram as três pessoas. Os dois homens ficaram feridos e foram levados para o Hospital Geral de Palmas, enquanto Rayane faleceu no local.

O caso é investigado pela da Delegacia de Repressão aos Crimes de Trânsito de Palmas.

O corpo Rayane foi velado e enterrado na sexta-feira (3), A mãe dela, Darci Ferreira dos Santos, expressou sua tristeza pela perda da filha. “Ela era uma pessoa maravilhosa, uma companheira dentro de casa. Agora não sei como vou sobreviver aqui dentro. A saudade é imensa”, disse.