Influenciadora que foi agarrada e beijada à força chegou a segurar homem para que ele não fugisse; vídeo

Agressão aconteceu enquanto Mycaela Parreira gravava um comercial. Autor pode responder por importunação sexual e já tem passagem por homicídio, segundo delegada.

Compartilhe:

A influenciadora Mycaela Parreira, de 26 anos, que foi vítima de um ataque enquanto gravava um comercial em Quirinópolis, no sul de Goiás, chegou a agarrar o homem a agarrou e a beijou à força até a chegada da polícia. Um vídeo divulgado por registrou a cena.

>> Siga o canal do "Sou Mais Notícias" no WhatsApp e receba as notícias no celular.

Assista a vídeo:

Mycaela descreveu a situação como angustiante, mas decidiu enfrentar a situação para garantir que o agressor não escapasse. “Eu tinha chamado a polícia, pensei: preciso ser corajosa e contê-lo, se não eu ainda vou sair de louca na história quando a polícia chegar’. Engoli o choro várias vezes. Pensava: ‘Não é possível que eu tô passando por isso’”, desabafou a influenciadora.

A Polícia Civil está investigando o caso, e o agressor poderá responder por importunação sexual.

Mycaela Parreira é formada em psicologia e iniciou sua jornada na produção de conteúdo para a internet durante a pandemia. Ela compartilha principalmente conteúdo relacionado à moda, estilo de vida e sua defesa pelos direitos dos animais.

O crime ocorreu enquanto Mycaela gravava um vídeo externo para um estabelecimento comercial em uma rua movimentada de Quirinópolis. O agressor, que já possui passagem pela polícia por homicídio, foi filmado agarrando e beijando a influenciadora sem sua permissão. A delegada Simone Casemiro explicou que o homem é frequentemente visto em situações suspeitas na porta de estabelecimentos comerciais na cidade.

Mycaela detalhou o incidente nas redes sociais e denunciou a agressão. Ela também revelou ter sido alvo de ataques nas redes sociais após fazer a denúncia, mas enfatizou sua determinação em não se calar diante do ocorrido.

>> Participe da comunidade do #SouMaisNoticias no WhatsApp