Homem é preso por estuprar mulher com deficiência e tentar abusar da filha dela para roubar celular

Crime aconteceu em Caseara, no oeste do Tocantins. Homem é investigado por outros estupros na cidade e é considerado de alta periculosidade.

Compartilhe:

Um homem de 22 anos foi preso em Caseara, no oeste do Tocantins, por estuprar uma mulher com deficiência e tentado abusar da filha dela de 11 anos. O crime ocorreu em fevereiro deste ano, e o suspeito já era investigado por outros atos de estupro na região.

>> Siga o canal do "Sou Mais Notícias" no WhatsApp e receba as notícias no celular.

Segundo informações da Polícia Civil, o homem teria agredido a mulher de 31 anos no dia 16 de fevereiro. No dia seguinte, ele teria tentado perpetrar o mesmo ato contra a criança, mas indivíduos próximos ao local conseguiram impedir o abuso. O suspeito teria tentado subtrair um telefone celular e ameaçou as vítimas.

Além desses eventos, o delegado Lucas Kertesz, encarregado do caso, explicou que o indivíduo, que não teve o nome divulgdo, já teria agredido sexualmente a mesma criança quando ela tinha 4 anos. Não foi divulgado se há parentesco ou algum tipo de conhecimento prévio entre o suspeito e as vítimas.

“Durante as investigações, constatou-se que esse indivíduo é considerado de alta periculosidade e causava grande sensação de insegurança na população de Caseara, sendo temido na cidade”, elucidou o delegado.

A Polícia Civil afirmou que o homem foi localizado pelos agentes em um bar de Caseara na tarde desta quinta-feira (4). No momento da prisão, ele resistiu às autoridades, mas foi conduzido à delegacia após o cumprimento do mandado expedido pela Justiça.

Após os procedimentos legais, ele foi encaminhado para a Unidade Penal Regional local, onde permanece à disposição da Justiça. O suspeito enfrentará acusações de estupro e tentativa de estupro de vulnerável, crimes que, segundo o delegado, podem acarretar em uma pena de até 15 anos de reclusão.