Homem é agredido com socos e chutes na cabeça durante abordagem da PM no norte do Tocantins; vídeo

Imagens foram gravadas no centro de Tocantinópolis, na região do Bico do Papagaio. Polícia Militar afirmou que policiais utilizaram o uso de força "proporcional" e vai apurar a conduta dos envolvidos.

Compartilhe

Cenas de um homem sendo atingido com socos e, inclusive, chute no rosto foram registradas por moradores de Tocantinópolis, na região norte do estado, na manhã desta quarta-feira (21) no centro da cidade. As imagens mostram um homem sendo agredido após abordarem de policiais militares . A corporação afirmou que o homem não respeitou a ordem de parada, informou ser portador do vírus HIV e “tentou morder os militares em uma tentativa de ameaça de contágio”.

Segundo a PM, a cia Militar afirmou que a ocorrência aconteceu por volta das 10h40, depois que a equipe avistou o indivíduo circulando em um carro, em alta velocidade, e tentou abordá-lo na Avenida Nossa Senhora de Fátima.

Assista o vídeo:

Nas imagens é possível ver o momento em que três policiais se aproximam de um carro parado e um deles abre a porta. Logo depois outro PM dá um soco no motorista, que sai do carro e volta a ser agredido com golpes na cabeça.

O homem cai no chão e em seguida recebe um chute no rosto. O vídeo mostra o terceiro policial se aproximando e chutando as costas do motorista. Após as agressões ele foi algemado e colocado no porta-malas da viatura.

A PM afirmou ainda que durante uma busca no veículo foi encontrada uma embalagem contendo aproximadamente 56 gramas de uma substância análoga à maconha. O homem foi levado à Central de Flagrantes, onde foi feito um termo circunstanciado de ocorrência e ele foi liberado.

Afirmou também que o homem não possuía CNH e o carro não estava de acordo com o Código de Trânsito e por isso foi retido. Ainda de acordo com a corporação, no último sábado (17) o homem tinha sido preso por agressão em um balneário da cidade.

O que diz a Polícia Militar

A Polícia Militar afirmou que os militares teriam feito sinais sonoros e luminosos, mas o homem saiu em disparada pela via movimentada, não obedecendo à ordem de parada e causando risco iminente aos condutores e pedestres.

Ainda segundo a polícia, após diversas manobras o carro finalmente parou, mas o motorista se negou-se a descer do veículo e os “policiais tiveram que utilizar do uso de força proporcional para que o homem saísse do automóvel”.

A PM afirmou ainda que: “O suspeito tentou morder os militares e em uma tentativa de ameaça de contágio, informou ser portador do vírus HIV. Os policiais o contiveram e o algemaram”.

Por fim, o comando da polícia afirmou que está apurando a conduta dos militares. “Vale lembrar que a Polícia Militar não compactua com qualquer tipo de desvio de conduta ou cometimento de excessos por parte de seus policiais e está apurando a conduta dos militares.”