‘Gerente do tráfico’: Homem preso é suspeito de armazenar e distribuir drogas a mando de presidiário no Tocantins

Segundo a polícia, o suspeito utilizava a própria casa como depósito de droga. No local, foram encontrados 25 kg de maconha, além de balança de precisão e filme plástico para fazer a embalagem da substância.

Compartilhe

Um homem de 38 anos foi preso, na noite desta quinta-feira (10). A Polícia Civil informou que o suspeito é apontado como gerente do tráfico e seria o responsável por armazenar e distribuir substâncias ilícitas em Palmas, a mando de um traficante, que já está preso.

Na casa dele, foram encontrados 25 quilos de maconha. Os policias também apreenderam no imóvel uma balança de precisão e filme plástico para embalar as porções de maconha.

Segundo a polícia, a ação que resultou na captura do suspeito teve início há algumas semanas quando uma equipe da unidade antidrogas passou a monitorar o homem, já que havia indícios de que ele estava usando a própria casa como ponto de armazenamento de entorpecentes.

Quando perguntado sobre a grande quantidade de drogas, a polícia afiram que o homem disse que tinha recebido a incumbência de armazenar e distribuir a droga a mando de outro traficante que está preso. “O investigado era considerado uma espécie de gerente do tráfico e, além de guardar a droga, também era responsável por realizar as entregas pela cidade de Palmas”, ressaltou o delegado Amaury Santos Marinho Júnior, da 1ª Divisão de Repressão a Narcóticos.

Os policiais foram até a casa do suspeito, no setor Lago Sul, e viram quando ele saiu da casa e foi em direção ao Jardim Taquari, em um carro. Na entrada principal do bairro, perto de um posto de combustíveis, o veículo ocupado pelo suspeito foi abordado e, após buscas no interior do automóvel, os agentes encontraram uma barra de maconha.

O homem admitiu que estava no local onde faria a entrega da droga para outro traficante. Ele também informou aos policiais que mantinha um estoque de entorpecente em casa.

Ainda de acordo com a Polícia Civil, o suspeito, que não teve o nome divulgado, já tinha sido preso em 2015, também por tráfico de drogas. Ele foi autuado em flagrante pelo mesmo crime e encaminhado para a Casa de Prisão Provisória de Palmas.