Estado prorroga jornada reduzida de servidores e suspensão de aulas para algumas turmas até o fim do ano

A exceção é para estudantes das últimas etapas da educação básica e superior podem ter aulas presenciais.

Compartilhe

O Governo do Tocantins prorrogou até o fim de 2020 a jornada de trabalho reduzida dos servidores públicos e suspensão de aulas presenciais para algumas turmas. A exceção é para estudantes das últimas etapas da educação básica e superior podem ter aulas presenciais.

O texto com as restrições foi publicado inicialmente em março e vem sendo prorrogado desde então. A medida perderia a validade no fim deste mês.

Segundo o documento, a proibição se aplica aos estabelecimentos públicos e privados, mas as prefeitura têm independência para decidir sobre as redes municipais.

Já o atendimento nas repartições públicas está fixado entre 8h e 14h, mas cada gestor pode fazer adaptações para as necessidades de cada pasta. Os serviços essenciais não entram na medida.

A decisão não se aplica às unidades do É Pra Já, que cumprem a jornada de trabalho em turnos, de segunda a sexta-feira, das 7 às 13 horas e das 13 às 19 horas, e ainda aos sábados, das 8 às 12 horas. Os servidores dos grupos de risco continuam em regime de teletrabalho.