Em Gurupi | Namorado confessa ter matado jovem encontrada debaixo de ponte

Ele foi preso durante operação da Polícia Civil na cidade. Investigadores também fizeram buscas em endereços ligados ao suspeito e apreenderam um carro.

Compartilhe

 

A Polícia Civil prendeu o namorado de Adriana Silva Sales de Souza, de 20 anos. Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP), o rapaz confessou o assassinato dela durante o depoimento nesta sexta-feira (6).

O suspeito tem 18 anos e não teve o nome divulgado. Ele já era considerado o principal suspeito do crime e foi um dos alvos de uma operação para capturar suspeitos de vários crimes registrados na cidade. A ação chamada de 5º mandamento, em alusão à bíblia no trecho em que diz ‘Não matarás’.

Além da prisão do namorado, também foram realizadas buscas em três endereços ligados ao suspeito e um carro que pertence a ele foi apreendido. O rapaz foi levado para a Casa de Prisão Provisória (CPP) de Gurupi. Ainda não há informações sobre a motivação do crime.

A jovem estava desaparecida há vários dias e o corpo dela foi localizado foi localizado debaixo de uma ponte. O local onde a vítima foi encontrada fica a aproximadamente oito quilômetros do centro de Gurupi, em uma estrada vicinal.

Na ocasião, a Polícia Militar disse que o corpo foi localizado por um trabalhador rural que roçava a pastagem da região. Ele disse que viu um cobertor branco perto de uma cerca e ao se aproximar da ponte sentiu um forte cheiro. O cobertor estava a cerca de 50 metros do cadáver.

Outros presos

Outro preso na operação é suspeito do crime registrado no dia 24 de janeiro dentro de uma casa no setor Nova Fronteira. Ele, que também não teve o nome divulgado, teria matado Zeilias Soares Pereira, de 19 anos e Gabriel Tauan Dantas da Silva, de 16 anos.

Em Palmas foram detidos outros dois homens. Eles teriam matado Tiago Pereira Rodrigues, de 37 anos, que pedalava por uma avenida também do setor Nova Fronteira, em março de 2019. Os dois homens foram encaminhados à Casa de Prisão Provisória de Palmas e devem responder pelo crime na Justiça de Gurupi.