Central de Movimentos Populares do Tocantins realiza encontro em Palmas

Durante o evento foram eleitos delegados para encontro estadual e elaboração plano de lutas em defesa da democracia, dos direitos e da vida.

Compartilhe:

>> Siga o canal do "Sou Mais Notícias" no WhatsApp e receba as notícias no celular.

Várias entidades e organizações participaram de um encontro municipal da Central de Movimentos Populares (CMP) do Tocantins neste final de semana, em Palmas. Durante o evento foram eleitos delegados para o encontro estadual da Central que acontecerá em junho, na capital.

No evento, realizado no sábado (13), no auditório do Centro de Direitos Humanos de Palmas, também foi feito uma análise de conjuntura social e polícia e elaboração de um plano de luta em defesa de políticas públicas, pelo direito à cidade e por um projeto democrático-popular.

A CMP congrega diversos movimentos populares urbanos, como moradia, saúde, mulheres, negros, juventude e economia solidária, direitos humanos, meio ambiente, dentre outros.

Durante o encontro, o coordenador estadual da Central, Antônio Édis, destacou a importância da união dos movimentos populares. “Sozinhos não somos ouvimos, mas juntos mostramos força, mostramos que estamos unidos em defesa dos nossos direitos”, afirma.

Encontro Estadual

O encontro estadual da CMP acontecerá no dia 17 de junho deste ano, em local ainda a ser definido. Durante o evento será feita a sistematização do plano de lutas e a eleição de delegados que representarão o estado no Congresso Nacional da Central que acontecerá no mês de outubro, em Salvador (BA).

Antecedendo o encontro estadual, além do evento em Palmas, foram feitos encontros regionais da Central em Porto Nacional e Miracema do Tocantins, onde foram eleitos delegados e elaboração do plano de lutas.

Encontro Nacional

Neste ano em que celebra seus 30 anos de existência, a Central de Movimentos Populares realiza seu VII Congresso, de 26 a 29 de outubro, em Salvador, na Bahia.

Com tema: 30 anos de lutas e resistência, e o lema: Contra o fascismo, em defesa da democracia, dos direitos e da vida, o objetivo do evento é aprovar um plano de lutas e renovar a direção política da Central.

O Congresso também fará um balanço geral dos 30 anos de caminhada e experiência política, e especificamente, considerando as lutas travadas pelos movimentos, as dificuldades, os avanços e desafios enfrentados pela Central. Também será realizado um ato de comemoração dos 30 anos da CMP.