Casal é preso em bar após filho de 7 anos com quadro grave de desnutrição ser encontrado sozinho em casa

Segundo a polícia, um recém-nascido também foi resgatado ao ser encontrado com o casal no momento da abordagem.

Compartilhe:

Um casal foi detido após seu filho de 7 anos ser encontrado abandonado em casa em estado grave de desnutrição. Conforme informações da Polícia Militar (PM), o casal foi abordado em um bar, em Aparecida de Goiânia (GO), onde também foi resgatado outro filho deles, um bebê de apenas 2 meses. Os nomes dos envolvidos não foram divulgados.

>> Siga o canal do "Sou Mais Notícias" no WhatsApp e receba as notícias no celular.

O ocorrência foi na madrugada do último domingo (12). A PM agiu após receber uma denúncia de abandono de incapaz. Ao abordar o casal em uma distribuidora de bebidas, constatou-se que ambos estavam embriagados, na companhia de um dos filhos, o bebê de 2 meses.

De acordo com a PM, o próprio casal informou que possuíam outro filho, um menino de 7 anos, com deficiência, que estava em casa. Quando os policiais chegaram ao local, encontraram a criança abandonada em um quarto escuro, em estado avançado de desnutrição.

Foto: Divulgação

A conselheira tutelar Célia Fernandes relatou: “A criança está muito desnutrida, ela não fala, não anda. Ela [a mãe] não faz nenhum tipo de tratamento com a criança.” O Conselho Tutelar foi acionado para atender à ocorrência e acolher os irmãos, encaminhando-os a um abrigo.

“A mãe não tinha nem condição de conversar comigo, estava totalmente embriagada”, acrescentou Célia.

O casal, suspeito de abandono de incapaz e maus-tratos, foi conduzido à delegacia. A Polícia Civil confirmou que está investigando o caso.

bebê de 2 meses resgatado pesa menos de 2 kg

O bebê de 2 meses resgatado tem peso inferior a 2 kg, de acordo com informações do Conselho Tutelar. A conselheira Célia Fernandes revelou que a criança já nasceu com baixo peso, pesando apenas 1,4 kg.

“A bebê nasceu com 1,4 kg. Eu peguei a criança com uma mão só. Eu estou indignada”, expressou a conselheira em entrevista. Célia destacou que o casal foi liberado após audiência de custódia na última segunda-feira (13). Ela ressaltou ainda que o local onde a criança foi encontrada estava sujo, com fezes e odor forte de urina.

“Estava muito sujo e bagunçado. Inclusive o quarto em que a criança ficava, é um colchão muito velho e estragado. Tinha fezes e um odor muito forte de urina”, afirmou Célia.

Segundo uma tabela da Organização Mundial da Saúde (OMS), seguida por pediatras, o peso ideal para o bebê seria de 6,6 kg, indicando uma possível desnutrição e desidratação fora dos parâmetros.

>> Participe da comunidade do #SouMaisNoticias no WhatsApp.