Avião com advogado e família de Araguaína cai em campo de futebol em Teresina

Cinco pessoas estavam na aeronave e foram encaminhadas para hospital, entre elas uma criança. A aeronave vinha de Fortaleza e parou em Teresina para abastecer antes de seguir para o Tocantins.

Compartilhe:

>> Siga o canal do "Sou Mais Notícias" no WhatsApp e receba as notícias no celular.

Um avião de pequeno porte teve que fazer um pouso forçado em um campo de futebol após bater em um fio de alta tensão em Teresina (PI), nesta segunda-feira (12). O campo fica a menos de 1 km do aeroporto da capital do Piauí de onde a aeronave havia acabado de decolar. 

Na aeronave estavam o piloto, o advogado de Araguaína Arcedino Concesso Pereira Filho, de 37 anos, a esposa dele Juliana Plácido, de 33 anos, duas filhas do casal, Giovana Plácido, de 16 anos e N. C. Plácido, de 5 anos, além da sogra Maria Gracy, de 66 anos.

As cinco vítimas foram levadas ao Hospital de Urgência de Teresina. “Estão com algumas fraturas, mas nada muito grave. Todos estão estabilizados”, informou o sargento Sabino, do Corpo de Bombeiros.

Arcedino Concesso fraturou uma vértebra da lombar e passará por cirurgia. As demais vítimas ainda estão realizando exames.

Foto: Reprodução

Segundo o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), três ambulâncias foram enviadas para atender ao acidente, sendo duas avançadas e uma simples e duas motolâncias. O Corpo de Bombeiros, a Polícia Militar e a Guarda Civil de Teresina também foram acionados.

Os bombeiros informaram que a aeronave tinha acabado de decolar do aeroporto de Teresina. O piloto teria tentado voltar para a pista, mas não foi possível. Os bombeiros informaram ainda que o avião tinha capacidade para transporte de 3 passageiros.

O avião caiu por volta das 12h no campo conhecido como Campo do Bariri, administrado pela Prefeitura de Teresina, que fica próximo ao aeroporto. O campo está em reforma e, durante a queda, havia trabalhadores no local, que viram o acidente, mas nenhum deles foi atingido.

Em áudio, piloto alerta que porta de avião ficou aberta antes de bater em fio de alta tensão e cair.

Um áudio das conversas da torre de controle do Aeroporto Petrônio Portela, na Zona Norte de Teresina, revelou que o piloto Arcedino Concesso avisou que o avião estava com a porta aberta e pediu autorização para retornar minutos antes de cair no campo de futebol na Vila Operária.

Advogado e piloto com esposa – Foto: Divulgação

“Vai fazer o retorno e pousar. Ficou uma porta aberta” – diz o piloto.

A torre de controle autorizou o retorno e disse pelo rádio que a “pista 2” estava livre para o pouso caso necessário. O piloto afirmou que iria retornar porque ficou uma porta aberta na aeronave.

“Vai fazer o retorno e pousar. Ficou uma porta aberta”, reafirmou o piloto no áudio. Em seguida, a torre de controle diz está ciente e finaliza a comunicação.

O Corpo de Bombeiros informou que o avião de pequeno bateu em um poste de alta tensão em frente ao Premen Norte, escola estadual. Parte do bairro ficou sem energia elétrica.