Atendimento dos bombeiros é prejudicado em Porto Nacional após ambulância da corporação quebrar

Bombeiros disseram que aguarda liberação de recursos para aquisição das peças necessárias ao conserto da unidade de resgate que está sem funcionar há cerca de 30 dias, quando apresentou problemas mecânicos.

Compartilhe

Em Porto Nacional, o Corpo de Bombeiros está com atendimento prejudicado há cerca de 30 dias. Isso porque a ambulância que atende moradores em casos de emergência está quebrada. A unidade de resgate é usada no município e cidades vizinhas quando os militares recebem ligações de moradores através do 193.

Sem a viatura, os bombeiros não conseguem atender pacientes em casos como emergências clínicas e acidentes de trânsito. Todas as ocorrências desse tipo precisam ser repassadas ao Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que passou a atender um número maior de pacientes.

A assessoria do Corpo de Bombeiros informou que “aguarda liberação de recursos para aquisição das peças necessárias ao conserto”. 

Um bombeiro da cidade, que não terá o nome divulgado, afirmou que já são cerca de quatro semanas sem a ambulância. Após apresentar problemas mecânicos, o veículo foi levado para Palmas, mas ainda não foi devolvido. A caminhonete que auxilia em casos de salvamento também está parada aguardando conserto.

Os bombeiros de Porto Nacional esperam que os dois veículos sejam reparados para que o atendimento volte ao normal na cidade e nos municípios da região.

NOTA DOS BOMBEIROS SOBRE A VIATURA RESGATE DE PORTO NACIONAL

O Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Tocantins informa que a viatura de Resgate da Companhia de bombeiros de Porto Nacional está parada com problemas mecânicos e aguarda liberação de recursos para aquisição das peças necessárias ao conserto e retorno à operacionalidade.