Artigo | Não vamos nos calar diante do fascismo… Direitos Humanos na pauta do Dia!

Compartilhe:

Tem gente que vai na igreja todo domingo, se dizem cristãos, mas na contramão da historia de Jesus defendem a pena de morte. Dizem em alto tom que “bandido bom é bandido morto”, defendem a ditadura, exaltam torturadores, incitam discursos de ódio, lixamentos de seres humanos, desrespeita a luta de mulheres como Marielle Franco, ficam insensíveis e omissos diante do extermínio da juventude negra. Mas como? que cristãos são esses?  Se Jesus ensinou amar incondicionalmente. Não podemos esquecer que Jesus foi torturado e vitima de uma violência fatal por defender o amor, e nem por isso Jesus não desumanizou ninguém e conferiu dignidade ate aos seus inimigos…

Jesus Cristo em sua missão é o maior exemplo de defensor dos Direitos Humanos, pela necessidade de respeito às garantias fundamentais (inc. xli, art. 5º CF), dentre elas a dignidade humana, através da igualdade entre as pessoas, sem nenhuma espécie de discriminação (art. 5º “caput” CF); exigia atenção as crianças – “na verdade vós digo, que quantas vezes vós fizestes a um destes meus irmãos, mais pequeninos, a mim é que o fizestes”, “é dos pequeninos o reino dos céus”-, aos idosos e aos enfermos, predicava a justiça verdadeira, o direito sagrado de ir e vir (“Hábeas Corpus Act” ou a “Bill of Rights”); falava também da liberdade de expressão, alertando: “não só de pão vive o homem, mas de toda a palavra que sai da sua boca”.

Assim a doutrina Cristã é precursora dos conceitos internacionais de Direitos Humanos, consagrando as cláusulas pétreas dos instrumentos universais de aceitação tácita ou aqueles aderidos e ratificados pelos governos (ver Declaração Universal dos Direitos Humanos, ONU – 1948; Pacto Internacional dos Direitos Civis e Políticos, ONU -1966; Convenção Americana sobre Direitos Humanos, OEA – 1969; Convenção Internacional para a Eliminação de Todas as Formas de Discriminação, ONU – 1965; Convenção sobre os Direitos da Criança, ONU -1989, entre tantos outros).

A República Federativa do Brasil constitui-se em Estado Democrático de Direito e tem como fundamentos a soberania, a cidadania e a dignidade da pessoa humana; como objetivos a construção de uma sociedade livre, justa e solidária para erradicar a pobreza e a marginalização, reduzir as desigualdades sociais e reger-se em suas relações internas e externas pelo princípio da prevalência dos Direitos Humanos (arts. 1º, 3º e 4º Constituição Federal, 1988).

Como cristãos somos defensores dos direitos humanos e não podemos nos calar diante do fascismo… Não podemos nos calar  diante da criminalização dos movimentos sociais e da militarização… Não vamos nos calar diante da falta de políticas publicas para os pobres… Não vamos nos calar diante dos massacres das periferias, dos atentados nos acampamentos do MST…. Não vamos nos calar diante da retirada dos direitos a terra dos povos quilombolas e indígenas… Não vamos nos calar diante da violência cometida  com crianças e adolescentes… Não vamos nos calar diante da retirada de direito dos trabalhadores e trabalhadoras… Não vamos nos calar diante da defesa dos dos sem teto, dos sem terra, dos ribeirinhos… Não vamos nos calar diante da destruição da mãe natureza em nome da ganancia da elite que quer acumular riquezas… Não vamos nos calar diante do machismo e da LGBTfobia que mata e violenta os corpos.

Também,  não vamos nos calar diante de um sistema judiciário racista, elitistas, imparcial e injusto no nosso pais… Não vamos nos calar diante desse golpe político e midiático… Não nos  calaremos! Mas não devolveremos o ódio com o ódio, sigo na luta afirmando; que o amor é o principio de uma política revolucionaria e socialista, por isso continuo levantando as bandeiras: Da democracia real com participação do povo, pela defesa de um estado laico, sigo em defesa dos direitos humanos, dos pobre e oprimidos dessa terra…  Finalizando, lembrando que hoje completa 50 anos da morte de Martim Luther King, e se lutar parece difícil e da vontade de desistir, sigamos em frente com nossa utopia… “Se não puder voar, corra. Se não puder correr, ande. Se não puder andar, rasteje, mas continue em frente de qualquer jeito”. MLK Jr


Maria Vanir Ilidio – Coordenadora do Movimento Estadual de Direitos Humanos do Tocantins – MEDH-TO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *