Acidente que matou 12 pessoas no TO-280 completa um ano e familiares cobram justiça

Vítimas estavam em um Van que voltava de um atendimento médico quando colidiu com um caminhão. Familiares cobram o andamento do processo contra o motorista do caminhão por homicídio culposo.

Compartilhe:

Há um ano, em 25 de janeiro, ocorreu o trágico acidente envolvendo uma van e um caminhão na TO-280, em Almas, no sudeste do Tocantins, que matou 12 pessoas. Quatro homens, sete mulheres e um bebê morreram no local. Em memória dessas vidas interrompidas, será realizada uma missa na cidade para familiares e amigos.

>> Siga o canal do "Sou Mais Notícias" no WhatsApp e receba as notícias no celular.

O acidente ocorreu quando as vítimas retornavam de um atendimento médico. Na época, o motorista do caminhão foi preso em flagrante por homicídio, mas posteriormente foi solto. Em maio, o Ministério Público o denunciou, e o caso está atualmente em andamento na justiça.

As vítimas do acidente foram:

  • Deliana Rodrigues dos Santos, 29 anos
  • Lucilene Ferreira Folha, 55 anos
  • Jailma Ramalho Costa, 20 anos
  • Antonia Fernandes Crisostomo, 58 anos
  • Emilena Pinto de Oliveira, 37 anos
  • Luciano Antônio de Almeida, 53 anos
  • Marcilene Aparecida de Andrade, 56 anos
  • Joaquim Pereira Valadares, 65 anos
  • Wesley Ferreira Folha, 31 anos
  • Jordana Guedes Dias, 21 anos
  • Rute Guedes Dias, bebê de 4 meses
  • João Batista de Oliveira, 68 anos
Batida entre van e caminhão na TO-280
Foto: Divulgação

Após um ano, as filhas de Joaquim e Antonia expressam sua frustração pela demora no julgamento e compartilham que a dor da perda de seus pais permanece intensa.

“O sentimento de dor que não passa, né? Que nunca vai passar. E saudade que só aumenta a cada dia. [O motorista] tem que estar preso. Se ele teve culpa, tem que pagar”, declara a filha Miguelanes Crisóstomo.

O casal Joaquim e Antonia, pertencentes à comunidade quilombola Poço D’antas, eram devotos do Divino Espírito Santo e costumavam participar de eventos religiosos. A pequena cidade de Almas, onde residiam, sentiu profundamente a partida desses amigos e familiares, e uma missa será realizada em homenagem a essas vidas.

Além do casal, outra família estava na van, com Jordana Guedes acompanhada de sua filha de quatro meses e da cunhada, Jailma Ramanalho, de 20 anos.

Relembrando o acidente ocorrido no quilômetro 290 da rodovia TO-280 em 2023, testemunhas relataram que o caminhão teria tentado uma ultrapassagem, resultando em uma colisão frontal com a van que seguia na faixa contrária. O motorista do veículo de carga foi autuado por homicídio culposo e lesão corporal na época.