Suspeito de matar ex-vereador de Guaraí queria roubar carro da vítima para pagar dívida de drogas, diz polícia

Jovem de 20 ano foi preso enquanto tentava se esconder no forro da casa da namorada. Gercival Lopes da Silva teve orelha decepada e vários cortes na cabeça e no rosto.

Compartilhe

A Polícia Civil efetuou a prisão do principal suspeito de assassinar o ex-vereador Gercival Lopes da Silva, de 50 anos. O crime aconteceu na última sexta-feira (8) e chocou os moradores de Guaraí, na região centro-norte do Tocantins. Trata-se de um jovem de 20 anos, de nome não informado, amigo da vítima.

Segundo a polícia, o indivíduo foi capturado neste sábado (9), enquanto se escondia no forro da casa da namorada, na cidade. Os investigações suspeitam que seja um latrocínio, roubo seguido de morte, já que a intenção era roubar o carro do ex-vereador.

Gercival teve a orelha esquerda decepada e cortes na cabeça e no rosto. O delegado Adriano Carrasco, responsável pelo caso, afirmou que, em 12 anos, não havia se deparado com um crime tão brutal. O suspeito teria usado uma cadeira, uma garrafa de vidro e até um alicate para praticar o latrocínio.

de acordo com o delegado, após a prisão, o suspeito confessou a prática do latrocínio e disse que pretendia roubar o carro da vítima para pagar uma dívida de drogas.

“Conseguimos concluir que a vítima e o acusado eram amigos, sendo que o autor frequentava a casa do ex-vereador com frequência e nesta sexta-feira, os dois chegaram juntos à casa onde permaneceram por algum tempo, até que houve o desentendimento entre ambos, porque o autor queria levar o carro da vítima que não permitiu. A partir daí eles entraram em um confronto físico, que resultou na morte de Gercival”, disse Adriano.

Junto com o suspeito, os policiais civis encontraram as roupas roubadas da vítima e utilizadas na fuga. Os policiais também localizaram e prenderam um outro jovem de 20 anos, primo do suspeito. Ele estava com o celular da vítima e foi detido por receptação.

A operação para capturar o suspeito foi montada logo após o crime. Também participaram das buscas, policiais da 48ª Delegacia e da 5ª Delegacia de Atendimento à Mulher e Vulneráveis, com apoio da 1ª Divisão de Repressão a Narcóticos.

O Crime

Gercival foi encontrado morto por volta das 18h de sexta-feira (8), em sua própria residência, no setor Sul, município de Guaraí. Segundo a PM, uma testemunha relatou que houve uma briga dentro da residência e alguém gritou por socorro.

Ao chegar ao local, os policiais se depararam com os portões do imóvel fechados, chamaram pelo morador, mas ninguém respondeu. Os vizinhos levaram uma escada para os militares olharem a parte de dentro da casa, mas não conseguiram notar nada de anormal.

Um chaveiro foi chamado e abriu o portão pequeno. Dentro da casa, os militares viram que Gercival estava caído na sala, já sem vida.

Na sala, os policiais notaram uma garrafa de vinho e um banco de madeira quebrados. O ex-parlamentar morava sozinho no imóvel.

Gercival Lopes da Silva era natural de Santa Isabel (GO). Ele era professor efetivo da rede estadual de ensino e foi vereador de Guaraí entre os anos de 2017 e 2020. Ele também trabalhou como secretário de educação do município entre 2014 e 2016.