Suspeito de estuprar menina de 12 anos no parque de exposições de Araguaína é identificado

A informação foi confirmada pelo Sindicato Rural da cidade, acrescentando que o "indivíduo já se encontra em domínio da Justiça", informação não confirmada pela polícia.

Compartilhe:

O suspeito de estuprar uma menina de 12 anos durante a Exposição Agropecuária (Expoara 2023) de Araguaína, no norte do Tocantins , foi identificado pela polícia. Câmeras de segurança do local ajudaram na identificação do suspeito. A informação foi confirmada pelo presidente do Sindicato Rural da cidade, Wagner Martins Borges, que acrescentou que o “indivíduo já se encontra em domínio da Justiça”.

Por meio de nota, o sindicado afirmou que as imagens das câmeras de segurança foram cedidas à polícia e ajudaram a para que o homem fosse identificado. A entidade afirmou ainda que ficou constatado que o suspeito não fazia parte da equipe de segurança do evento.

“A polícia teve acesso a várias horas de gravações, e também aos mais de 2.500 cadastros de colaboradores, com reconhecimento facial e dados pessoais. Graças a esses recursos, a polícia pôde identificar o indivíduo e constatar que o mesmo não fez parte da equipe de seguranças contratados pela empresa Anjos da Guarda, nem possui quaisquer vínculos com o Sindicato Rural”, declarou o presidente do sindicato.

Publico da Expoagro 2023 em Araguaína
Foto: Divulgação

O Sindicato manifestou seu repúdio a quaisquer tipos de atos criminosos, violência ou desrespeito cometido dentro ou fora dos seus portões e parabenizou e agradeceu a Polícia Civil pelo trabalho realizado, que, em tempo recorde, conseguiu solucionar o caso em questão.

A Secretaria da Segurança Pública (SSP) informou, em nota, que a Polícia Civil continua investigando o caso e o suspeito de cometer o crime já foi identificado. Mas não confirmou se o homem foi preso.

Entenda

Uma adolescente de 12 anos foi vítima de estupro no interior do Parque de Exposições de Araguaína. O crime teria ocorrido entre sexta e sábado (10), últimos dias da Expoara 2023.

A menina mora com a família em Piraquê, a 65 km de Araguaína. O pai da vítima relatou aos policiais militares que estava em casa lavando roupas, na sexta-feira (9), quando percebeu que a filha havia sumido. No dia seguinte, ele recebeu informações de que a menina tinha sido vista pegando carona com um desconhecido, sentido a Araguaína.

A adolescente foi deixada na região da Feirinha. Na ocasião, o motorista lhe deu 20 reais para entrar no parque de exposições e a orientou a tomar cuidado, pois era muito perigoso. Em seguida, a menina comprou 1 kg de alimento e foi para feira, onde entrou na boate para se divertir.

Durante a festa, a garota disse que conheceu um homem, que ela acredita ser um segurança. O suspeito lhe ofereceu refrigerante e bebida alcóolica, e depois a chamou para ir a um local sem movimento, debaixo de uma arquibancada, já por volta das 5h da manhã, onde ela ‘apagou’ após ingerir a bebida e foi abusada sexualmente.

A menina foi encontrada já na tarde de sábado. Ela estava deitada em uma rede embaixo da arquibancada, sozinha e aparentemente dopada.