Profissional de saúde é afastado por suspeita de ter tocado paciente de forma sexual durante exame no Tocantins

O suspeito tem 56 anos e o caso foi registrado em uma unidade de saúde de Paraíso do Tocantins.

Compartilhe:

Nesta sexta-feira (17), a Polícia Civil cumpriu um mandado judicial que determinou o afastamento de um profissional de saúde das funções em Paraíso do Tocantins, na região central do estado. O homem é suspeito de violação sexual por ter feito toques indevidos em uma paciente durante um exame. Ele tem 56 anos.

>> Siga o canal do "Sou Mais Notícias" no WhatsApp e receba as notícias no celular.

A Secretaria de Segurança Pública não divulgou o nome do suspeito, a especialidade dele ou em qual unidade de saúde ele trabalhava.

Segundo o responsável pelo caso, José Lucas Melo, este crime costuma ocorrer de forma sorrateira e que é praticado de forma a não deixar clara a intenção do autor. “O criminoso se aproveita de uma situação legítima para ludibriar a ofendida, que não tem consciência e assim não consente com a prática de ato. Muitas vezes só se percebe que sofreu algo ilícito posteriormente”.

O delegado disse ainda que quem acredita que pode sofrido alguma situação do tipo procure a sede da delegacia de Paraíso. O caso foi registrado como ‘violação sexual mediante fraude’.