Preso por homicídio, homem diz que matou irmão com facada no pescoço para defender mãe

Caso foi em Dueré, no sul do Tocantins. Segundo a polícia, o suspeito foi ouvido e deverá ser liberado, uma vez que as investigações apontam uma possível legítima defesa.

Compartilhe:

Na manhã desta quinta-feira (8), um homem de 58 anos foi morto com uma facada no pescoço em Dueré, na região sul do estado. De acordo com a Polícia Militar, o irmão da vítima estava no local e assumiu que cometeu o crime para defender a mãe idosa.

O caso foi registrado por volta das 6h, em uma casa no setor Santa Helena. A PM informou que foi chamada com a informação de um homicídio que tinha acontecido na tarde de quarta-feira (7) e quando chegou ao local encontrou a vítima sem sinais vitais.

O homem de 41 anos que estava no local assumiu ser o autor do crime. Ele disse que estava em casa com sua mãe, por volta das 17h, quando o irmão chegou agindo de forma agressiva e armado com um facão.

O suspeito disse que a vítima tentou agredi-lo e por isso pegou uma faca na prateleira de casa e desferiu golpes no pescoço do irmão. Diante da confissão, o suspeito recebeu voz de prisão e foi levado para a central de flagrantes de Gurupi.

A perícia foi chamada e realizou os procedimentos. Logo depois, o corpo foi recolhido pelo Instituto Médico Legal (IML).

Investigação

A Secretaria de Segurança Pública (SSP) informou que a 83ª Delegacia de Polícia de Dueré vai abrir inquérito policial para investigar todas as circunstâncias da ocorrência.

A pasta confirmou que o autor e testemunhas contaram que a vítima, em surto, pegou um facão para agredir a mãe. Neste momento, o homem de 41 anos, na tentativa de defender a mãe, pegou uma faca e acabou acertando o irmão no pescoço durante a confusão.

O autor está sendo ouvido pela delegada e deverá ser liberado, uma vez que as diligências apontam uma possível legítima defesa.