Polícia prende suspeito de matar homem com vários tiros na porta de casa em Araguaína

Investigações apontam que o crime foi motivado por briga entre facções rivais. Polícia agora busca identificar o segundo suspeito do homicídio.

Compartilhe:

Um jovem de 24 anos, que não teve o nome divulgado, foi preso nesta terça-feira (27), em Araguaína. Segundo a Polícia Cívil, ele é suspeito de ter envolvimento no assassinato de Aquiles dos Santos Arruda, de 32 anos. O crime ocorreu no dia 6 de junho deste ano.

Conforme o delegado Breno Eduardo, o suspeito foi preso em comprimento de uma ordem justiçial e também em flagrante delito, após abordagem dos agentes da 2ª Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa, no perímetro urbano da BR-153, na cidade.

“No momento da prisão, o homem se encontrava portando um revólver, calibre 38, totalmente carregado, com munições intactas e, por isso, também recebeu voz de prisão, em flagrante por porte ilegal de arma de fogo”, disse.

Aquiles dos Santos Arruda – Foto: Divulgação

As investigações apontam que o homicídio teria sido motivado por briga entre facções rivais, sendo que a vítima teria vínculos com um grupo rival dos suspeitos.

O homicídio aconteceu na noite de 6 de junho, quando Aquiles chegava em sua residência, no Jardim Topázio. Ao abrir o portão para guardar sua motocicleta, a vítima foi surpreendida por dois homens os quais efetuaram vários disparos.

Ele foi atingido por nove tiros, sobretudo nas costas, e morreu no local.Logo após o fato, as equipes da 2ª DHPP iniciaram as investigações e conseguiram identificar um dos autores do crime.

Câmeras de segurança registraram o momento em que dois suspeitos de matar Aquiles dos Santos Arruda, de 32 anos, na porta de casa e saíram correndo depois dos disparos e entraram em um carro para fugir. Eles estavam encapuzados no momento do crime.

Foto: Reprodução

A vítima era conhecida da Polícia. Aquiles tinha sido preso em abril de 2018, por suspeita de participação no assassinato do adolescente João Vitor Lima Coutinho Guimarães, de 17 anos. O crime ocorreu em maio de 2016 no setor Santa Teresinha, em Araguaína.

Depois de ser preso, o homem foi conduzido até a sede da 5ª Central de Atendimento da Polícia Civil, em Araguaína, onde foi ratificada a prisão em flagrante por porte ilegal de arma de fogo, e também dado fiel cumprimento ao mandado de prisão por condenações anteriores.

A Polícia Cívil informou ainda que as investigações continuam para que possa identificar se a arma apreendida em poder do suspeito, foi a mesma usada no homicídio e para elucidar quem foi o segundo autor do crime.