Polícia prende no Tocantins homem condenado por matar tio com mais de 40 facadas em Goiânia

Homem era procurado desde 2018, quando foi condenado e fugiu de Goiás. Segundo a polícia, na época dos fatos, o sobrinho ainda voltou ao local do crime para degolar a vítima.

Compartilhe:

A Polícia Civil do Tocantins prendeu na tarde desta terça-feira (14), um foragido da Justiça de Goiás na zona rural de Palmeirópolis. O homem de 26 anos foi condenado a uma pena de 12 anos de prisão por matar o próprio tio com 43 facadas em Goiânia.

>> Siga o canal do "Sou Mais Notícias" no WhatsApp e receba as notícias no celular.

A condenação aconteceu em 2018 e desde então ele estava sendo procurado. De acordo com a polícia, o homem afirmou que matou o tio por medo de ser agredido ou mesmo morto, pois a vítima supostamente tinha histórico de ser agressiva e também havia cometido homicídios. O crime aconteceu em 2014.

“As investigações apontaram que após desferir mais de 40 facadas no tio, fato ocorrido na casa em que ambos residiam em Goiânia, o homem fugiu, mas retornou ao local e degolou o próprio tio, pois temia que ele pudesse sobreviver e quisesse se vingar”, contou o delegado-regional de Gurupi, Joadelson Rodrigues.

A prisão foi feita por policiais civis da 8ª Divisão de Combate ao Crime Organizado (8ª DEIC) de Gurupi, com apoio do Grupo de Operações Táticas Especiais (GOTE) e da 96ª DP. Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP), a ação fez parte da operação Hórus.

As buscas pelo suspeito foram iniciadas nas primeiras horas da manhã, mas ele só foi encontrado por volta das 17h em uma casa na zona rural. Após a prisão ele foi levado até a delegacia em Palmeirópolis e depois mandado para Casa de Prisão Provisória de Gurupi, onde ficará até ser transferido para Goiânia.