Polícia investiga suspeito de convocar carreta contra fechamento do comércio em Araguaína

Carreata acabou não acontecendo devido intervenção da Forças de Segurança. Segundo a Polícia Civil, o homem foi identificado e responderá por incitação ao crime.

Compartilhe

 

Um homem de 50 anos é investigado pela Polícia Civil de Araguaína, no norte do estado, por incitar, por meio de redes sociais, à realização de uma carreta na cidade, na tarde desta terça-feira (19), contra o fechamento do comércio. A iniciativa acabou não aconteceu em razão de intervenção rápida polícias Civil e Militar.

Araguaína está entre as 35 cidades cujo decreto estadual determina a suspensão total das atividades não essenciais, o chamado lockdown – tranca ruas.

A Secretaria de Segurança Pública informou que o homem foi identificado Termo Circunstanciado de Ocorrência foi aberto para apurar o crime. Segundo a delegada Sarah Lílian de Souza Rezende, mesmo tendo ciência de que a cidade integra os municípios elencados no decreto governamental, o homem usou as redes sociais para convocar a realização de uma carreata durante o período de suspensão das atividades não essenciais decretado.

“Apurada a materialidade do fato criminoso, o homem de 50 anos de idade, responderá por um termo circunstanciado de ocorrência por descumprir decretos governamentais”, explica.

A Delegada ressalta que operações estão sendo realizadas pelas Forças de Segurança e que, se no curso dessas ações houver descumprimento explícito das normas de saúde pública, os responsáveis poderão ser conduzidos à Delegacia de Polícia Civil para lavratura dos procedimentos cabíveis, bem como apreensão de objetos, se necessário for.