PMs suspeitos de envolvimento no desaparecimento de vendedor são presos no Maranhão

Polícia acredita que apesar do corpo do vendedor vendedor Ancelmo Nunes, natural de Xambioá (TO), não ter sido encontrado, ele foi possivelmente assassinado.

Compartilhe:

Dois Policiais Militares foram detidos, juntamente com outra pessoa, sob suspeita de estarem envolvidos no desaparecimento de Ancelmo Nunes Franco, um vendedor natural de Xambioá, no norte do Tocantins. A Prisão aconteceu na quinta-feira (24, na cidade de Imperatriz, no Maranhão.

>> Siga o canal do "Sou Mais Notícias" no WhatsApp e receba as notícias no celular.

Os policiais militares foram identificados como Willian Silva de Vasconcelos e Dany Wuely Galvão Amaral. Já o terceiro suspeito preso foi identificado como Goldman Arouche Freire Júnior.

O desaparecimento ocorreu cerca de uma semana atrás, quando Ancelmo teria ido a Imperatriz para cobrar uma dívida. Desde então, ele não manteve contato com sua família, que relatou o desaparecimento à delegacia local.

Ancelmo Nunes era natural de Xambioá

Embora o corpo do vendedor ainda não tenha sido encontrado, a polícia suspeita que ele tenha sido vítima de homicídio.

O delegado Praxísteles Martins afirmou: “Até o momento, a investigação indica que as pessoas detidas hoje estariam envolvidas no transporte da vítima do hotel para o local onde, possivelmente, ela foi assassinada”.

Por meio de nota, a Secretaria de Segurança Pública (SSP) do Tocantins afirmou que “não tolera comportamentos ilegais por parte de policiais” e que o caso também será investigado por meio de um Inquérito Policial Militar.

>> Participe da comunidade do #SouMaisNoticias no WhatsApp.