Palmas: PM suspende soldado suspeito de matar homem após discussão de trânsito

Confusão teria começado após a vitima atingir a traseira do carro que o policial Alisson Rocha de Barros dirigia.

Compartilhe

 

O soldado Alisson Rocha de Barros foi afastado pela Policia Militar de suas funções. Ele é suspeito de matar o lanterneiro Flávio Nunes Leite, de 28 anos, após uma discussão no trânsito.

A confusão teria começado após Flávio ter atingido a traseira do carro que Alisson Rocha dirigia. Testemunhas contaram que após ser baleado, a vítima caminhou alguns metros e caiu.

Flávio Nunes Leite morreu no hospital – Foto: Divulgação

O lanterneiro ficou por cerca de dez minutos agonizando e pedindo socorro até a chegada do Serviço Médico de Urgência (Samu).

Os parentes registraram a ocorrência na corregedoria da polícia militar. Segundo a irmã da vítima, Lucilene Nunes, a família quer justiça

“O motorista do carro da frente já foi se identificando, falando que era policial e apontando para ele uma arma. Meu irmão correu, no ato que ele correu, o suposto policial saiu correndo atrás dele, meu irmão caiu dentro de uma vala. Mesmo dentro de uma vala ele não teve piedade, ele atirou sem dó”, conta

Emocionada, a mãe de Flávio, Dona Apolinaria Leite, que era mãe de Flávio, conta que o seu filho não era ladrão. “Meu filho viveu do trabalho para casa, entendeu. Porque que esse homem fez isso com ele sem motivo?”.

Flávio chegou ser levado ao hospital mas nao resistiu . A família também afirma que o salário dele, de R$ 1 mil, teria desaparecido após ele ser baleado.

A Polícia Militar informou que além de afastar o soldado, também está com um procedimento interno aberto investigando o caso e que vai apurar as declarações da família.

A Divisão de Homicídios, que investiga o caso, disse que aguarda os laudos para concluir o inquérito.

*Com informações do G1