Período de carnaval foi o menos violento nas rodovias do estado nos últimos 5 anos

Compartilhe:

Com a Operação Carnaval, a Polícia Rodoviária Federal computou nas rodovias do estado uma redução de 47% do número de acidentes registrados em relação ao ano anterior e de 78% no número de pessoas feridas. Segundo a instituição, muitos fatores contribuíram para a queda registrada nos números, entre estes otrabalho de educação para o trânsito, somado a fiscalização intensa em locais estratégicos, assim como a majoração no valor das multas aplicadas às infrações de trânsito que mais causam acidentes nas rodovias federais.

>> Siga o canal do "Sou Mais Notícias" no WhatsApp e receba as notícias no celular.

A operação finalizou na quarta-feira (14). Durante o período de folia, o órgão estruturou a ação com reforço de policiamento em trechos e horários críticos nas rodovias federais, isto é, o policiamento foi direcionado para os locais e horários de maior incidência de acidentes e de flagrantes de condutas irregulares.

Com a fiscalização focadas nas principais condutas irregulares e associadas com maior número de acidentes – ultrapassagens irregulares, excesso de velocidade, mistura álcool e direção, falta de equipamentos de segurança – as equipes da Polícia Rodoviária Federal fiscalizaram durante a operação, 1.168 pessoas em 1.007 veículos, sendo lavradas 287 autuações e registrados 1.036 flagrantes de excesso de velocidade.

 

Foram registrados neste período 13 flagrantes de condutores dirigindo sobre efeito de bebida alcoólica, número 41%, menor que no ano anterior, no qual 22 pessoas foram flagrantes nesta condição. Seguindo a tendência registrada nacionalmente, o número de flagrantes é menor do que o registrado na Operação Carnaval 2017, percentual encarado de forma positiva e que possivelmente também corroborou para a redução do número de acidentes e de pessoas feridas.

Das 13 pessoas flagradas dirigindo após consumir bebida alcoólica, 2 foram presas e conduzidas para a Polícia Civil e poderão responder processo criminal em razão desta conduta, além de arcarem com as medidas administrativas (multa e suspensão do direito de dirigir).

A PRF registrou também outras 11 ocorrências criminais pelos mais diversos ilícitos:

– Três ocorrências envolvendo motoristas profissionais de caminhão flagrados com substâncias ilícitas (“rebites”), sendo apreendido um total de 82 comprimidos;

– A apreensão de um CRLV falso apresentado por um condutor;

– Cerca de 15 toneladas de semente de capim sem nota fiscal;

– Três veículos com sinais de adulteração em seus sinais de identificação;

– Uma ocorrência de maus-tratos de animal silvestre;

– Durante a operação, 9 pessoas foram detidas pela PRF.

Fotos; Divulgação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *