Nova variante do coronavírus é confirmada no Tocantins

Paciente que apresentou a nova cepa chegou de Manaus e estava internado em hospital particular de Palmas. A informação foi confirmada pelo Secretário de Estado da saúde, Edgar Tollini.

Compartilhe

Uma nova cepa do coronavírus foi confirmada no estado. A informação foi confirmada pelo secretário de Estado da Saúde, Edgar Tollini. A variante brasileira, identificada no Amazonas no início do ano, foi diagnosticada em um paciente de Manaus que estava internado na rede particular de Palmas.

O secretário disse que 41 exames de pacientes foram enviados para o instituto Adolfo Lutz, que é o responsável pelo sequenciamento genético para definir novas cepas. “Ontem [terça-feira (23)] nos recebemos 17 resultados, destes 17 resultados um paciente foi diagnosticado com a nova cepa, que é a cepa de Manaus”, explicou.

O paciente é um homem de 44 anos que estava internado desde o dia 19 de janeiro na capital. Ele teve alta da unidade hospitalar e ainda deve retornar para o estado de origem. Edgar Tollini disse ainda que o homem chegou ao Tocantins por meio de um convênio particular e não faz parte dos pacientes do Amazonas que foram transferidos pelo SUS em janeiro.

Conforme especialistas, a a variante brasileira tem potencial de reinfectar quem já teve Covid-19. Além do Tocantins, pelo menos outros 17 estados brasileiro registraram casos da nova cepa.

“Apesar de estarmos ouvindo falar que a cepa é uma cepa mais violenta, que pode infectar mais, que tem uma capacidade de transmissibilidade mais alta, mas esse paciente pelo menos saiu bem”, afirmou Tollini.

O secretário disse também que o estado aguarda o resultado de 24 outras amostras que foram enviadas ao instituto para sequenciamento genético.

“O resultado chega depois, mas o mais importante é que a gente monitora o Cievs nacional com os dados avisando que o estado do Tocantins já apresentou paciente internado ou portador da cepa nova. Estamos aguardando os outros resultados”, explicou.