No Tocantins | IBGE vai contratar 1.627 pessoas para trabalhar no Censo 2020

Oportunidades são para os cargos de agente censitário supervisor, agente censitário municipal e recenseador. Salários podem chegar a R$ 2,1 mil.

Compartilhe

 

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) vai fazer outra seleção no Tocantins com o objetivo de contratar mais 1.627 pessoas para trabalhar no Censo Demográfico 2020. O edital deve ser publicado no fim de fevereiro e as oportunidades são para os cargos de agente censitário supervisor, agente censitário municipal e recenseador.

Os processos seletivos começaram no ano passado. Em setembro, foi realizada uma prova objetiva para contratar oito analistas censitários. Os aprovados integraram a equipe do IBGE no início de outubro.

Em dezembro, o Instituto selecionou 22 agentes censitários operacionais e 27 coordenadores censitários de subárea. Os candidatos classificados já estão sendo convocados.

A nova seleção que será feita este ano, as vagas serão distribuídas nos 139 municípios do Tocantins. Veja a quantidade de vagas e remuneração para cada cargo:

Cargos, vagas e remuneração:

CargoVagasRemuneração
Agente Censitário Supervisor180R$ 1.700
Agente Censitário Municipal100R$ 2.100
Recenseador1.347Remuneração varia de acordo com a produtividade
 

Os cargos de agente censitário supervisor e agente censitário municipal têm como requisito de escolaridade o nível médio completo. A jornada de trabalho será de 40 horas semanais, sendo oito horas diárias. Os contratados terão direito aos auxílios alimentação, transporte e pré-escolar, além de férias e 13º salário proporcionais, de acordo com a legislação que regulamenta este tipo de contratação.

Os selecionados para o cargo de recenseador serão distribuídos para os 139 municípios do estado. A exigência de escolaridade para este cargo é nível fundamental completo. A carga horária é de no mínimo 25 horas por semana, além de participação obrigatória nos treinamentos.

Censo 2020

Os 1.347 recenseadores vão coletar dados de mais de 500 mil domicílios do Tocantins. As informações vão contribuir para acompanhar o crescimento, a distribuição geográfica e a evolução das características da população ao longo do tempo; identificar áreas de investimentos prioritários; selecionar locais que necessitam de programas de estímulo ao crescimento econômico e desenvolvimento social; além de fornecer subsídios ao Tribunal de Contas da União para o estabelecimento das cotas do Fundo de Participação dos Estados e do Fundo de Participação dos Municípios.

A coleta de dados do Censo Demográfico será realizada entre agosto e outubro de 2020. Os recenseadores, identificados com colete, boné, crachá e Dispositivo Móvel de Coleta (DMC), coletarão as informações através de entrevista direta com perguntas listadas sob a forma de questionário.

Qualquer morador capaz de fornecer as respostas do questionário pode atender o recenseador pelos demais moradores daquele domicílio. Como em Censos anteriores, serão utilizados dois questionários: o da amostra, a ser aplicado em uma fração dos domicílios ocupados, e o questionário simplificado nos restantes.