Mulher suspeita falsificar diploma de medicina teria atendido pacientes na ala Covid e sala vermelha do Hospital Regional de Guaraí

A direção da unidade informou que a falsa médica foi denunciada na Polícia Civil. A fraude foi descoberta após colegas desconfiarem da falta de conhecimento da mulher.

Compartilhe

Uma falsa médica foi descoberta atendendo pacientes no Hospital Regional de Guaraí, na região centro norte do Tocantins. Segundo a Secretaria de Estado da Saúde, a mulher foi identificada como Ludmylla Ferreira Alves apresentou um documento falso que indicava que ela ser formado em medicina no estado de Goiás.

A farsa foi descoberta após profissionais que atuam no próprio hospital alertarem seus superiores sobre a falta de conhecimento da suposta médica sobre procedimentos da área. Eles alertaram os superiores, pois a mulher aparentava não ter muito conhecimento na área. Após a conferência de documentação e dos registros profissionais apresentados por ela, a fraude foi confirmada.

A secretaria informou que a falsa a mulher chegou a atender alguns pacientes na unidade. Conforme apurado pela reportagem entre os pacientes atendidos pela suposta médica então os da ala Covid-19 e da sala vermelha, onde passam aqueles em situação de maior gravidade.

Ainda de acordo com a pasta, todos os pacientes atendidos pela falsa médica serão reavaliados por uma comissão que vai analisar os prontuários. O número de pessoas atendidas não foi informado.

O caso foi encaminhado para a Polícia Civil. A Secretaria da Saúde disse também que ao registrar a ocorrência a direção do hospital foi informada de que a mulher já é investigada pelo mesmo crime em outros municípios. Ela deve responder falsidade ideológica.