Mulher é presa em flagrante suspeita de matar grávida para raptar bebê no Pará

A suspeita, de 38 anos, foi detida enquanto estava no hospital em busca de atendimento para ao recém-nascida.

Compartilhe:

Uma mulher foi presa suspeita de matar uma grávida de 22 anos para raptar o bebê em Marituba, região metropolitana de Belém (PA). A vítima estava em situação de rua e o corpo dela foi encontrado embaixo da cama na casa da suspeita, com ferimentos de faca e cercado por sangue, no sábado (18).

>> Siga o canal do "Sou Mais Notícias" no WhatsApp e receba as notícias no celular.

A polícia acredita que a mulher tentou raptar a criança, já que os moradores da região flagraram o momento em que ela saía com a recém-nascida nos braços.

A suspeita foi à Unidade de Pronto Atendimento (UPA), mas foi encaminhada para um hospital. Entretanto, os profissionais começaram a desconfiar do comportamento dela, que não deixou eles a examinarem e exigia atendimento somente para o bebê, e chamaram a polícia.

A polícia foi acionada após os médicos do hospital desconfiarem do comportamento da mulher, que negava atendimento médico para ela e pedia que apenas o bebê, do sexo feminino, fosse cuidado pelos profissionais.

Os policiais foram a casa da mulher e encontraram o corpo da vítima e muito sangue. Os vizinhos da suspeita afirmaram que ela contou a eles que tinha acabado de dar à luz e chegou a pedir ajuda a um dos moradores do local para ir até a unidade de saúde.

A criança é do sexo feminino. Ela está internada no Hospital Divina Providência e o estado de saúde é estável, segundo informações da prefeitura de Marituba. O Conselho Tutelar acompanha o caso.

“O Conselho Tutelar continua realizando o levantamento dos vínculos familiares com a finalidade de garantir a proteção dos direitos da criança como previsto pelo Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA)”, complementa a nota.

A mulher foi presa em flagrante e foi encaminhada ao sistema prisional e segue à disposição da Justiça. Ela não teve o nome divulgado pela polícia.