MP oficia prefeito de Araguatins que incentivou passeios em praia para lembrá-lo que aglomerações na cidade estão proibidas

Ao afirmar que pretende curtir praia mesmo em meio a pandemia, Aquiles da Areia disse, "Quem morreu, morreu. Quem escapou, escapou".

Compartilhe

O Ministério Público do Tocantins informou que enviou um ofício ao prefeito Aquiles da Areia (PP) para lembrá-lo que as aglomerações na cidade estão proibidas por causa da Covid-19. O documento foi entregue após o gestor incentivar passeios em uma praia da cidade que ficou lotada de banhistas sem máscara. Um vídeo que circula nas redes sociais mostra o gestor afirmando que “com pandemia ou sem pandemia” pretende ir ao local.

Durante o discurso ele ainda ironizou mortes por coronavírus: “quem morreu, morreu. Quem escapou, escapou. As frases foram ditas nesta terça-feira (15) quando o prefeito anunciava obras de pavimentação asfáltica.

No local ele lembrou de aglomerações na Praia da Ponta e mesmo sabendo que a situação pode elevar os números da pandemia no município, o gestor disse que não vai proibir as pessoas de aproveitar o espaço de lazer. “Eu vou. Pegar uma prainha. Tenho 60 anos na beira do Araguaia, porque eu não vou?”. A fala repercutiu na cidade e deixou parentes e amigos de vítimas abaladas.

Assista o vídeo:

Após tomar conhecimento da conduta do prefeito, o Ministério Público precisou lembrar da existência do decreto municipal que veda a realização de aglomerações como forma de prevenir a transmissão do vírus. No documento, o promotor de justiça, Décio Gueirado, ressalta que o funcionamento da praia promoverá frequência de público e, consequentemente, ferirá a própria norma da municipalidade que tem validade até o dia 30 de junho”.

O MP disse também que diante da proximidade do fim do decreto, o órgão estuda a possibilidade de expedir nova recomendação à Prefeitura para que as medidas preventivas sejam prorrogadas. O prazo para que o município responda o ofício é de dois dias.

Ao ser questionado pelo G1, o refeito manteve a palavra. “Eu não vou impedir nada, dona. Quem quiser morrer, que morra. Quem escapar, escapou. Tchau, abraço, um cheiro”, respondeu.

Nesta quarta-feira (16) Araguatins ultrapassou Miranorte e se tornou a 9ª cidade mais afetada pela pandemia no Tocantins. Segundo os boletins epidemiológicos divulgados pela Secretaria Estadual de Saúde (SES), em dois dias foram diagnosticados mais 70 casos no município. Até agora 2.294 pessoas testaram positivo e 57 pacientes morreram.

Os moradores da cidade ficam preocupados com o aumento de casos positivos. Além disso, o Hospital Municipal de Araguatins não tem leitos para tratar pacientes em estado grave e todas as pessoas que precisam de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) são encaminhadas para hospitais de Augustinópolis e Araguaína.

Segundo o portal Integra Saúde, cada unidade possui apenas uma vaga disponível. A página foi atualizada às 13h40 desta quarta-feira (16).

Vereadores

O presidente da Câmara de Vereadores de Araguatins, Darlan Gomes (Democratas), informou que não concorda com o posicionamento do prefeito e que vai se reunir com os outros vereadores para discutir o assunto, além de convidar Aquiles da Areia para conversar. Disse ainda que não acredita que o prefeito pense dessa forma.

O Governo do Estado também foi procurado para comentar o caso, mas ainda não se posicionou.

*Com informações do G1