Motorista de caminhão apreendido com 35 mil eletrônicos diz a PRF que pegou a carga em barco nas margens de rio

Produtos importados ilegalmente foram apreendidos. Condutor disse que não desconfiou de nenhuma irregularidade porque teria recebido notas fiscais dos donos do carregamento. Carga seria levada para São Paulo.

Compartilhe

Uma operação conjunta da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e da Receita Federal em Gurupi resultou na apreensão de um caminhão carregado com 35 mil produtos eletrônicos importados ilegalmente. O veículo levava itens como TV Box, relógios digitais, robô-aspirador, balança eletrônica, fones bluetooth e cigarros eletrônicos. O flagrante foi no km 663 da BR-153.

O motorista do caminhão disse não saber que os eletrônicos não estavam legalizados. Aos policiais rodoviários, ele informou que pegou a carga em uma fazenda perto de Belém (PA) e que os produtos chegaram de barco em um rio que atravessava a propriedade.

A apreensão foi no fim da tarde da segunda-feira (13). A apuração da PRF indica que a entrega dos produtos seria em São Paulo. O motorista do caminhão tem 44 anos.

Ainda no depoimento, ele disse que recebeu dos donos da carga algumas notas fiscais e que por isso não desconfiou da fraude. Os documentos que ele apresentou não condiziam com a quantidade de produtos no baú do caminhão.

Além disso, a venda de cigarros eletrônicos é proibida no Brasil e por isso o caso também caracteriza contrabando. Apenas deste produto, foram encontradas 5,6 mil unidades. A Receita Federal ainda fará o levantamento e valoração de tudo que foi apreendido.