Mesmo com pandemia, Prefeitura de Palmas derruba barracos para desocupar área no Taquari

Gestão afirmou que agiu dentro da lei para impedir a posse irregular do local. Cerca de 30 famílias viviam no local e foram despejadas.

Compartilhe

 

A Prefeitura de Palmas demoliu barracos de madeira e lona em uma área pública do Jardim Taquari, na região sul da capital. A ação foi nesta segunda-feira e cerca de 30 famílias moravam no local. A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Serviços Regionais (Sedusr) afirmou que as demolições ocorreram para assegurar o cumprimento social da área e evitar que ocorresse uma possível posse irregular do local. Afirmou ainda que agiu na forma da lei.

Imagens publicadas nas redes sociais mostram o momento em que uma máquina derruba as construções. A prefeitura afirmou que na hora das demolições nenhuma família estava dentro dos barracos.

Foto: Divulgação

O município afirmou que o grupo estava ocupando a Área Pública Municipal (APM 16) localizada na Quadra T-30, no Jardim Taquari. Essa área está destinada para a construção de equipamentos públicos como praças, Centro Municipal de Educação Infantil (Cmei), Centro Comunitário ou outros definidos pelo poder público. Só que não há previsão de quando essas obras vão sair do papel.

Nas redes sociais muitas pessoas questionaram se as famílias foram acolhidas de alguma maneira ou se foram realocadas. A preocupação seria principalmente devido à pandemia de Covid-19, pois estas famílias podem ficar mais vulneráveis.

No vídeo é cobrado o valor destinado pelo governo federal para o combate a pandemia do novo coronavírus, no entanto, essa verba ainda não foi liberada para os municípios.

Auxílio do Governo do Estado

A Secretaria de Estado do Trabalho e Desenvolvimento Social (Setas) informou que as cerca de 30 famílias do setor Jardim Taquari que foram despejadas pela prefeitura de Palmas, receberam, nesta terça-feira (18) cestas básicas, por uma equipe da Secretaria.

Alexandre Oliveira dos Santos é um dos moradores desabrigados e contou como aconteceu o despejo. “As famílias foram despejadas na tarde de ontem, debaixo de chuva. Estou abrigado na casa de um colega que viu minha situação e me deu apoio. Aqui a gente só contou com o apoio de alguns amigos e do Governo do Estado”, agradeceu.

Segundo a Setas, as famílias despejadas estão alojadas em casas de parentes e amigos residentes na região do Jardim Taquari.

A secretaria informou que nesse primeiro momento, foram entregues alimentos e itens de higiene, com objetivo de garantir a segurança alimentar das famílias. Também será realizando um levantamento para saber das famílias que necessitam de alojamento.

*Com informações do G1