Jovem denuncia que irmã de 13 anos foi estuprada pelo padrasto em chácara de Porto Nacional

Caso foi registrado na zona rural próximo do distrito de Luzimangues. Homem foi localizado pela polícia, mas conseguiu fugir por uma área de mata.

Compartilhe

A Polícia Civil investiga um caso de estupro de vulnerável que teria ocorrida em Luzimangues, distrito de Porto Nacional. As investigações começaram nesta segunda-feira (10), após uma jovem ligar para a Polícia Militar denunciando que a irmã de 13 anos tinha sido abusada pelo próprio padrasto.

O suspeito foi localizado, mas conseguiu fugir da PM entrando em uma área de mata. O caso foi registrado em uma área de chácaras próximo da TO-348, em uma região conhecida como Cabeceira Redonda.

Segundo a PM, a irmã da vítima e uma vizinha foram as denunciantes. As jovens esperaram a chegada da polícia e contaram sobre o caso de violência sexual. A vítima, adolescente de 13 anos, foi localizada e também relatou que o padrasto havia tocado nas suas partes íntimas e nos seios.

A PM disse que tentou localizar o suspeito, mas ele percebeu a aproximação da polícia e fugiu da casa da família.

A mãe da adolescente afirmou que não tinha conhecimento do fato. Ela e a filha foram levadas para a Delegacia da Mulher, onde o caso está sendo investigado. A adolescente também foi levada para realizar exames no Instituto médico legal.

Pela legislação brasileira é crime ter conjunção carnal ou praticar qualquer ato libidinoso com menor de 14 anos. O ato é caracterizado como estupro de vulnerável.