Idoso tenta receber 2ª dose da vacina contra Covid em Palmas e ouve que aplicação já estava registrada em cartão

A segunda aplicação estava registrada no cartão do idoso, mas não foi colocada a data da vacinação. Prefeitura disse que investiga o caso.

Compartilhe

Um idoso, de 67 anos, teria ficado sem a 2ª aplicação da vacina contra a Covid em Palmas, após uma confusão. A família denuncia que Pedro Lopes da Silva recebeu a primeira dose no mês de março e, ao comparecer nesta sexta-feira (30), para receber o reforço, foi informado pela equipe de saúde, que a segunda aplicação já estava registrada no cartão de vacina.

A família diz que o idoso foi embora para casa chateado, sem receber a segunda dose. A Secretaria Municipal da Saúde (Semus) afirmou, em nota, que tem conhecimento da situação e que o caso encontra-se em investigação.

A segunda aplicação está registrada no cartão do idoso, no entanto, não foi colocada a data da vacinação. O caso foi registrado nesta sexta-feira (30), no ginásio de uma faculdade particular, onde acontecia uma ação para aplicação das doses.

A filha do idoso Rosileia Lopes Da Silva, que mora em Goiânia, está preocupada. “Ele falou que ela [profissional da saúde] pegou o cartão de vacina, fez uma anotação, foi até o computador, e falou que ele já tinha tomado a segunda dose, mas ele não tomou”, disse.

Rosileia disse que há testemunhas. Dois familiares, que moram na mesma fazenda, tomaram a primeira dose junto com o idoso, no mês de março. E nesta sexta-feira, todos compareceram ao ginásio para receber o reforço. Eles conseguiram se vacinar, mas o senhor Pedro não foi imunizado, diz a filha.

“Eu fiquei muito preocupada, eu falei: ‘Como assim, ele tem que tomar’. E meu pai é muito sistemático, ele ficou chateado e foi embora. Aqui de longe, não posso fazer nada. Está difícil, tem tanta gente morrendo. Ontem eu nem dormi, preocupada com isso”, relatou.

Vacinação

Nessa semana, idosos com 63 e 64 anos começaram a ser vacinados contra a Covid-19, em Palmas. A ampliação do público alvo começou na quinta-feira (29), quando a primeira dose foi aplicada em quem tem a partir de 64 anos. Já neste sábado (1º) foi a vez dos idosos de 63 anos começarem a receber a imunização.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde (Semus), os idosos receberam o imunizante em Unidades de Saúde da Família (USF), no ginásio da faculdade e em um drive-thru montado na Praia da Graciosa.

Também estão sendo imunizados os profissionais da saúde e o público que recebeu a 1ª dose e completou o período para a 2ª aplicação.

*Por G1