Hitler abre as portas do bunker e revela tudo

Compartilhe

Ele é excêntrico em sua forma de ser, e resolveu pegar a bola e chamar de sua. Sim estamos falando de Adolf Hitler, o autoproclamado chefão da Europa Continental abriu as portas de seu luxuoso bunker, para contar tudo a nossa revista de celebridades.

Hitler falou sobre sua relação com Stalin, sua amizade com Karl Marx, seus sonho em seguir os passos de Lenin, assim trazemos na integra essa polemica entrevista, que fará Lobão e Kin Kataguri ficarem de cabelos em pé.

– De início, você se considera de esquerda ou de extrema esquerda?
– “O sintoma da fraqueza que representam esses 15 milhões de marxistas, democratas, pacifistas e centristas, não é somente perceptível a nós, mas muito mais ao estrangeiro, que mede o valor de uma aliança conosco por esse peso morto.”

– Adolf, diga em primeira mão para os nossos assinantes, você é ou não é parça do Stalin
-“Não devemos esquecer que o judeu internacional, que hoje comanda a Rússia, não olha para a Alemanha como um aliado, mas como um estado condenado à mesma sorte da Rússia.”

– Que parada é essa de ser chegado no marxismo?
– “Aos dezessete anos, conhecia muito pouco a palavra ‘marxismo’, enquanto socialismo e social-democracia me pareciam termos idênticos. Também neste caso foi preciso que um golpe do destino me abrisse os olhos para a incomparável natureza desse sistema e sua maneira de ludibriar o povo”.

-Rapaz, que negócio é esse de bandeira vermelha, tu é camisa preta rapá.
– “Escolhemos o vermelho para nossos cartazes depois de uma deliberação especial e cuidadosa, nossa intenção era irritar a esquerda, de modo a despertar a atenção [de seus simpatizantes] e tentar atrai-los às nossas reuniões – apenas para quebrá-los – para que, dessa forma, tivéssemos uma oportunidade de falar com essas pessoas.

– E essa brodagem toda com Karl Marx?
– “Entre os milhões de indivíduos de um mundo que lentamente se corrompia, Karl Marx foi, de fato, um que reconheceu, com o olho seguro de um profeta, a verdadeira substância tóxica e a apanhou para, como um necromante, aniquilar rapidamente a vida das nações livres da terra. Tudo isso, porém, a serviço de sua raça”.

-Adolf, cá entre nós, tu está afim mesmo é de transformar a Alemanha numa Cuba, né? Ou numa União Soviética? Tem ido as reuniões do Foro de São Paulo?
-“A massa de russos analfabetos não foi arrastada para uma revolução comunista pela leitura de um teórico como Karl Marx, mas sim pelas promessas de paraíso feitas por milhares de agitadores que pregavam para o povo a serviço de uma ideia.”

– E os estudos, terminou aquele artigo sobre o marxismo?
-“Vencendo a minha relutância, tentei ler essa espécie de imprensa marxista, mas a repulsa por ela crescia cada vez mais.”

-Adolf, você assina Carta Capital ou busca ela na banca toda semana?
-“Não precisamos dizer nada sobre os mentirosos jornais marxistas. Para eles o mentir é tão necessário como para os gatos o miar”

Fonte: extração de discursos de Hitler, e trechos do seu livro Minha Luta, com fontes extraídas nos site:
https://riorevolta.wordpress.com/2013/05/14/o-marxismo-citado-no-mein-kampf-de-adolf-hitler/
https://www.pragmatismopolitico.com.br/2017/08/mein-kampf-mito-nazismo-ser-de-esquerda.html
https://paginacinco.blogosfera.uol.com.br/2017/08/16/o-nazismo-era-de-esquerda-trechos-de-minha-luta-o-livro-de-hitler-comprovam-que-nao/

| Recomendado